Debate

Homem que se ‘fantasiou’ de goleiro Bruno e zombou de Eliza Samudio perde emprego

Redação Hypeness - 03/11/2021

Um homem foi demitido de seu emprego em um estúdio de tatuagem depois de uma foto sua utilizando uma fantasia de ‘Goleiro Bruno’ ser divulgada nas redes sociais. O tatuador frequentava um evento na cidade de Manaus, capital do estado de Amazonas, e a foto foi publicada pelo ‘Porão do Alemão’, casa de shows do vereador manauara William Robert Lauschner (Cidadania).

– Técnica se demite após contratação de goleiro Bruno: ‘Pode ser exemplo para alguém?’

Homem fez fantasia ironizando brutal feminicídio de Eliza Samúdio

A fantasia trata de um trágico caso de feminicídio. O goleiro Bruno foi condenado a 22 anos de prisão pelo homicídio qualificado de Eliza Samudio, sua ex-esposa que cobrava pensão alimentícia por um filho que teve com o atleta que jogava, à época, pelo Flamengo.

– Filho de Eliza Samudio quer encontro cara a cara com goleiro Bruno 

O nome do homem que fez a fantasia em apologia ao feminicídio não foi revelado, mas o estúdio El Cartel Tatuaria, onde ele trabalhava, anunciou a demissão do profissional. “O estúdio não compactua com qualquer forma de incitação à violência contra a mulher. Deixando bem claro que o colaborador foi demitido, não fazendo mais parte do quadro de funcionários”, escreveu o estabelecimento nas redes sociais.

Ao UOL, Sonia Moura, mãe de Eliza Samudio, afirmou que irá tomar medidas judiciais contra o homem que usou a fantasia. “Isso não vai ficar assim. Vou tomar providência quanto a isso. Além da minha dor, existe a dor do meu neto, que é uma criança de 11 anos que não tem voz ainda, que não tem como defender a mãe”, disse ela.

Confira reação da população nas redes sociais:

– Mãe de Eliza Samudio critica Justiça, goleiro Bruno e pergunta: ‘Cadê o corpo da minha filha?’

Nas redes sociais, o delegado manauara João Tayah, da Polícia Civil Amazonense, afirmou que irá apurar o caso. “Feminicídio não é brincadeira, feminicídio não é fantasia. Infelizmente a pena é considerada baixa, mas é suficiente para demandar a intervenção policial e instauração do devido Termo Circunstanciado de Ocorrência para apurar a conduta delituosa e verificar as razões pelas quais a pessoa adotou tal comportamento”, disse.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.