Debate

Onda de abandono de cães adotados na pandemia preocupa abrigos de animais

Vitor Paiva - 05/11/2021 | Atualizada em - 09/11/2021

Quando a pandemia começou, muita gente buscou a companhia de um cãozinho e adotou um animal: uma estimativa no Reino Unido, porém, revela o outro lado dessa louvável moeda, mostrando que, com a redução das restrições por conta da pandemia, o abandono de animais também vem aumentando. Pois mais do que somente a excelente presença e a diversão, um cachorro carece de atenção, cuidados, tempo, investimentos e mais: conforme os números da Covid-19 vão reduzindo com a vacinação e os cuidados devidos e a vida, parece, aos poucos, estar sendo retomada, o que era solução se torna um novo problema, e os números de abandono desses animais vem aumentando consideravelmente no país.

cachorro para adoção

A pandemia aumentou consideravelmente as adoções no mundo

-Pets: com volta ao normal, escritórios no Reino Unido passam a permitir cães no trabalho

A situação foi apontada em reportagem da BBC News, a partir de informações levantadas pela Hope Rescue Center, instituição de resgate e cuidados de animais abandonados no Reino Unido. Segundo representantes, o número de animais deixados no centro de resgate nos últimos tempos foi o maior em seus 15 anos de atividade. De acordo com relatos na matéria, muitos donos de animais de raça, comprados no início do período de lockdown estabelecido no país, estão agora fingindo que os cães são vira-latas encontrados nas ruas, para deixá-los em abrigos.

cachorro

Os dados foram coletados em instituições de resgate e cuidados no país

-Coronavírus: homem atua no resgate de gatos e cachorros abandonados em cidade fantasma

A mesma situação vem sendo relatada, no país, pelas clínicas veterinárias, em que animais são simplesmente abandonados nos locais, enquanto o Hope Center abriga atualmente 150 cachorros, seu maior número, com lotação máxima. Em 2021, a instituição recebeu mais de 7 mil pedidos de adoção, durante o período de quarentena decretada no país e, segundo o governo britânico, mais de 3,2 milhões de animais de estimação foram adotados no período. A crise atual se deu com o início do retorno à normalidade, quando muita gente percebeu não ser capaz ou não ter condições de cuidar dos bichos.

Segundo o Hope Center, atualmente eles abrigam a maior quantidade de animais de sua história

-Mulher é filmada abandonando 4 cães. Mas a união das pessoas salvou o dia

No Brasil não há ainda dados oficiais sobre o tema, mas diversas ONGs e entidades de proteção aos animais garantem que a situação é similar, e que o crescimento nas adoções desde o ano passado foi atualmente tornado em um aumento considerável nos abandonos. Segundo a Ampara Animal, entidade que ajuda abrigos e protetores, em comparação com anos prévios à pandemia o abandono cresceu 60% no período entre julho de 2020 e fevereiro de 2021: segundo a matéria, diversas outras organizações relatam a mesma situação no Brasil.

cachorro

No Brasil, apesar de não haver dados oficiais, tudo indica que o crescimento do abandono é similar

Publicidade

© fotos: Hope Rescue Center/Facebook


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.