Futuro

Pesquisador vê ‘mulheres reproduzindo entre si’ e aposta em fim da supremacia masculina

Redação Hypeness - 11/11/2021

Melvin Konner,  doutor em medicina, antropólogo e neurocientista da Universidade Emory, em Atlanta (EUA), está dando o que falar. Em seu último livro, ‘Women After All’ – ou ‘Mulheres, afinal’ -, o cientista se debruçou sobre o futuro da questão de gênero sob perspectivas antropológicas, políticas e biológicas. Tanto em suas entrevistas, como no novo livro, ele crava: o futuro é das mulheres.

Melvin Konner

Pesquisador afirma que, inevitavelmente, o futuro é das mulheres

Konner, que é formado em Harvard e no Massachussetts Institute of Technology, analisa que a ‘supremacia masculina’ ou, em outros termos, o patriarcado se desenvolveu por conta de uma superioridade ou aptidão militar e física dos homens.

– Para ONU, mudanças climáticas são questão de gênero. A solução? Mulheres na política

Ele analisa também que com a redução da necessidade da força por mãos humanas e com o aumento de tecnologias capazes de executar todos os trabalhos, inclusive os militares, não há mais motivo para os homens se manterem no poder.

Mulheres irão assumir a liderança da humanidade

Ele analisa que as mulheres têm conquistado espaços de poder e têm exercido melhores lideranças em nível mundial. Para Konner, é inevitável que no futuro as mulheres não tenham um papel preponderante na hierarquia social. E o autor enxerga isso de forma positiva.

“Acredito que o mundo seria mais seguro, menos propenso a entrar em guerra por conflito de egos, menos rigidamente hierárquico, mais preocupado com o meio ambiente, a educação e a população mais pobre. Mas não idealizo demais esse futuro. As mulheres também são humanas. Isso inclui egoísmo, raiva, ciúme, ganância, exploração e outras emoções e ações indesejáveis. Estou prevendo uma melhoria significativa à medida que as mulheres alcançam o mesmo nível de poder dos homens. Acho que este futuro mundo será mais seguro e melhor para meus netos”, explicou ao Universa.

– Não há dilema: redes sociais estão matando o sexo, a democracia e a humanidade

“As mulheres serão melhores protetoras da Terra, mas também acredito que melhores guardiãs da humanidade. Sim: sem nos deslocar ou dominar, elas podem nos ajudar a criar colaborações de homens e mulheres que inclusive poderiam, no final, proteger os homens dos piores aspectos de nós mesmos”, disse ao El País.

Para Konner, as justificativas para a superioridade das mulheres são diversas: elas vivem mais, exercem lideranças mais acolhedoras e são capazes de gerar vida. Ele acredita que, em alguns anos, as mulheres poderão gerar filhos entre si – o que só poderia resultar em uma nova mulher.

“Parece perfeitamente possível para daqui poucas décadas de progresso na área da genética. Existem desafios científicos a superar, mas acredito que será possível combinar genes de duas mulheres. Como elas têm apenas cromossomos X, teriam apenas meninas”, afirmou o cientista ao Universa.

Publicidade

Fotos: Arquivo Pessoal


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.