Ciência

Bebê empelicado: entenda casos raros com bolsas rompidas por criança e médico que viralizaram

Vitor Paiva - 16/12/2021 | Atualizada em - 06/01/2022

Considerado acontecimento raríssimo pela medicina, dois casos de nascimento “empelicado”, quando o bebê nasce sem estourar a bolsa amniótica e, portanto, ainda coberto pela delicada película, foram registrados na mesma semana no Brasil.

Um no dia 20 de novembro, quando Miguel veio ao mundo em Vilhena (RO) como primeiro filho de Andressa Nunes Rodrigues e Vitor Ferreira de Andrade, e depois, no dia 26, quando Elis rompeu a bolsa após o parto com a própria mãozinha: os dois momentos foram registrados em vídeo, e as duas crianças passam bem.

O pequeno Miguel, após o parto, ainda dentro de sua bolsa

O pequeno Miguel, após o parto, ainda dentro de sua bolsa

-Fotógrafa brasileira vence prêmio nos EUA por retrato de bebê empelicado

Bebês empelicados

Miguel nasceu de cesárea, em momento descrito pela mãe, que tem apenas 18 anos, como “a experiência mais linda” que ela já vivenciou – e o vídeo mostrando o momento em que o médico rompe a bolsa viralizou, com mais de 3,5 milhões de visualizações quando da publicação dessa matéria.

“No dia 20/11/2021 nosso príncipe Miguel veio ao mundo, e como mais uma manifestação da graça e do amor de Deus por nós, veio da forma mais linda possível”, escreveu Andressa. “Um verdadeiro manifestar de Deus, a coisa mais linda que eu já presenciei, e o melhor, na vida do meu filho!! […] E você meu filho, seja muito bem-vindo à sua família, eu e seu papai te amamos incondicionalmente!”, diz a legenda do vídeo.

Acima, o vídeo do rompimento da bolsa do pequeno Miguel pelo médico; abaixo, Elis rompendo a própria bolsa com a mão

-Bebê fotografada com cara de brava após parto é síntese de 2020

Já a pequena Elis nasceu em Goiânia, alguns instantes após o nascimento de Isis, sua irmã gêmea – as duas são univitelinas, formadas de um único óvulo com a mesma carga genética, mas em bolsas diferentes.

Depois do obstetra perceber que a segunda filha viria empelicada, a fotógrafa já começou a filmar: no vídeo, é possível notar que a própria Elis rompe a bolsa com a mão, já fora da barriga da mãe, Rosângela Maria Sousa Soares. Isis e Elis já possuem outros dois irmãos, e nasceram após 36 semanas de gravidez. As duas nasceram saudáveis e foram para casa pouco tempo depois do parto.

O médico rompendo a bolsa que envolvia Miguel

O médico rompendo a bolsa que envolvia Miguel

O primeiro choro, após a bolsa ser rompida

O primeiro choro, após a bolsa ser rompida

-Gestação e parto ganham novos significados com sensibilidade de ensaio fotográfico

Segundo o médico Tadeu Batista, obstetra que conduziu o parto de Isis e Elis, revelou em reportagem do site G1, entre os mais de 10 mil partos que já realizou, somente em três as crianças nasceram empelicadas. “Foi uma emoção, porque é algo que acontece por acaso, e a gente não esperava, não tem como prever.

Nesse caso, o próprio bebê que rompeu a bolsa, o que é mais raro ainda”, afirmou Batista, explicando que normalmente a bolsa, em tais casos, é mais resistente, e costuma exigir que o médico a rompa, como foi no caso de Miguel. O nascimento empelicado pode acontecer tanto em partos vaginais quanto em cesáreas, e não é possível prever a ocorrência: de acordo com especialistas, a incidência média é de um caso em cada 80 mil partos.

Andressa Nunes Rodrigues, de 18 anos, e Vitor Ferreira de Andrade, de 20 anos, com Miguel

Andressa Nunes Rodrigues, de 18 anos, e Vitor Ferreira de Andrade, de 20 anos, com Miguel

Publicidade

© fotos 1, 2, 3: YouTube/Reprodução

© foto 4: Arquivo Pessoal 


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Notice: date_default_timezone_set(): Timezone ID 'UTC-3' is invalid in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/home/brand-channel.php on line 29

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.