Sustentabilidade

Chuvas na Bahia: tragédia ambiental deixa 20 mortos e 30 mil desabrigados após um mês de chuvas

Redação Hypeness - 28/12/2021

Na manhã dessa terça-feira, os níveis dos rios no estado da Bahia começaram a diminuir e a previsão de chuva para as semanas seguintes trouxe alívio para os moradores do estado. Entretanto, os estragos causados pelas tempestades são enormes: são 20 pessoas mortas, 351 feridos, mais de 30 mil desalojados e outros 30 mil desabrigados, além de 400 mil pessoas afetadas de alguma forma pelas águas.

Entenda: Descaso, desigualdade e crise climática: o que está causando a tragédia no sul da Bahia e como ajudar 

Além disso, 10 barragens de água estão em risco e podem ceder por conta do aumento do nível dos rios causado pelas chuvas, algo que pode causar ainda mais mortes e tragédias no estado, mesmo com a redução do índice de chuvas.

Desastre ambiental derrubou barragens e afetou, em especial, comunidades mais pobres do sul da Bahia 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) está em férias em Santa Catarina para celebrar o Réveillon. O governador do estado, Rui Costa (PT), o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e o Ministro da Cidadania e pré-candidato ao governo baiano, João Roma (Republicanos), se unificaram politicamente para combinar esforços e ajudar os milhares de afetados pelas enchentes o mais rápido possível.

– ‘Prosa’ traz o racismo para o debate das questões ambientais e de mudanças climáticas 

Os governos do Espírito Santo, Pernambuco, São Paulo, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Sergipe, Minas Gerais, Maranhão e Paraíba também anunciaram que iriam ceder material e apoio da Defesa Civil para colaborar no trabalho de resgate e apoio das vítimas dessa tragédia ambiental.

Além disso, celebridades tem reunido esforços para recolher recursos e doações para os moradores do Sul da Bahia que foram afetados pelas enchentes.

Enchentes alagaram mais de 60 cidades na semana do Natal; mais de 20 pessoas perderam suas vidas na tragédia

Confira algumas das campanhas e considere ajudar a Bahia na recuperação após as chuvas:

As tempestades foram causadas pela combinação do fenômeno chamado Zona de Convergência do Atlântico Sul, que são chuvas oriundas da Amazônia que se alocam no Nordeste e no Sudeste, com o fenômeno La Niña, que altera a pressão atmosférica e a temperatura das águas dos oceanos, causando esse desastre ambiental de proporções nunca antes vistas.

“A ZCAS se espalhou pela Bahia, o que é totalmente fora do normal, e despejou aguaceiros numa região cerca de 1.000 quilômetros ao norte da que costuma ocorrer (o Sudeste). E esse fenômeno, que por si só já seria raro, aconteceu duas vezes no mesmo mês. Predição e previsão salvam vidas. Houve uma ação conjunta que permitiu evacuar boa parte da população em risco. Infelizmente, é impossível deter as inundações, mas é possível evitar morte”, explicou o meteorologista Marcelo Seluchi, coordenador-geral de Operações e Modelagem do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), ao Jornal O Globo.

Publicidade

Fotos: Foto 1: Alan Santos/Pr Foto 2: Aleilton Oliveira/Prefeitura de Ubaitaba


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Notice: date_default_timezone_set(): Timezone ID 'UTC-3' is invalid in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/home/brand-channel.php on line 29

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.