Design

Esta casa no Irã tem módulos giratórios para se adaptar às estações do ano

17 • 12 • 2021 às 10:05 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Da mesma forma que algumas plantas “se movem” para receber a quantidade adequada de sol, essa casa construída em Teerã, capital do Irã, foi projetada para que alguns de seus cômodos possam mudar de posição para se adaptar às mudanças de estação e temperatura ao longo do ano. Cada um dos três cômodos modulares pode girar em até 90o a partir do toque em um simples botão – permitindo assim que o ambiente melhor se aqueça ou se refresque, de acordo com a posição do sol e do próprio quarto.

casa modular no irã

Os módulos giratórios permitem que a casa se abre ou se feche

-Casa modular é autossuficiente energeticamente e se adapta a qualquer lugar e clima

A construção foi projetada pelo escritório de arquitetura Nextoffice, e batizada de Sharifi-Ha House. Distribuida em sete diferentes pavimentos, a casa tem as áreas de convivência no térreo e nos dois primeiros andares, onde se localizam o estacionamento, sala de ginástica, cozinha e espaços de jantar, com os quartos e áreas privadas no terceiro e no quarto andar. Dividida em uma parte fixa e estrutural, um espaço aberto que conecta os cômodos da casa – incluindo os dois volumes fixos, através de pontes suspensas – e os módulos giratórios, mesmo quando os quartos estão todos “fechados” a luz do sol é capturada justamente através do espaço central, mantendo o local devidamente iluminado.

casa modular no irã

O vão central oferece entrada da luz solar mesmo que a casa esteja “fechada”

casa modular no irã

Inteiramente aberta, a casa tem uma piscina em um de seus andares

-As ‘casas girassóis’ de Koichi Takada que imitam as flores para captar mais energia solar

Os cômodos não somente mudam de “posição”, mas também se ampliam ou reduzem de acordo com o ângulo do módulo em relação às estruturas fixas da casa – alterando assim pontencialmente a função de cada espaço. “Incerteza e flexibilidade são o coração do design conceitual na Sharifi-Ha House”, diz o texto de apresentação do projeto, no site do escritório. “As sensacionais qualidades espaciais dos interiores, bem como as configurações formais de seu exterior, respondem diretamente ao deslocamento das ‘caixas giratórias’ que fazem com que a construção se abra ou se fecha, obtendo uma personalidade ‘introvertida’ ou ‘extrovertida’”, diz o texto.

casa modular no irã

Os módulos giram com o toque de um botão – e podem ampliar os espaços

-Os incríveis ‘castelos de areia’ coloridos na ‘Ilha Arco-Íris’, no Irã

De acordo com a apresentação, as mudanças podem ocorrer justamente como adaptação às estações do ano – para fugir ou buscar o sol, por exemplo, tal qual fazem algumas flores – ou simplesmente por eventual necessidade funcional, como para receber hóspedes. A estrutura é similar àquelas utilizadas em grandes teatros, para mudanças de cenário, ou em salões de automóvel, para plataformas giratórias e, segundo apresentação, foi toda importada da Alemanha para o Irã. O nome, Sharifi-Ha House, homenageia a tradição das grandes mansões entre os líderes no país.

casa modular no irã

Cores fortes também destacam cada espaço no interior da casa

casa modular no irã

O luxo marca tanto a arquitetura quanto a decoração da mansão

casa modular no irã

Pontes suspensas ligam as duas partes fixas da casa iraniana

Publicidade

© fotos: Nextoffice/Divulgação


Canais Especiais Hypeness