Criatividade

Livro infanto-juvenil explora o amor adolescente como ponte entre indígena e não indígena

Vitor Paiva - 16/12/2021 | Atualizada em - 20/12/2021

O livro “Yaromim – a melhor lembrança” conta a história da descoberta do amor na adolescência, mas não somente: é também a descoberta e a superação de diferenças culturais, que podem ser transformadas em pontes.

Para contar “uma história de amor que sublima as diferenças”, a autora Patrícia Capella criou em texto a personagem que batiza o livro: Yaromim é uma jovem indígena moradora de um pequeno povoado que vive do garimpo – é no contexto do contato entre adolescentes e da relação entre pessoas de origem indígena e outras não indígenas que a narrativa do livro acontece.

A autora Patrícia Capella com seu novo livro

A autora Patrícia Capella com seu novo livro

-8 influencers indígenas para você seguir nas redes sociais

Com ilustrações de Marilia Pirillo, o livro nasceu a partir de um dispositivo em um curso de escrita criativa: Capella recebeu o nome “Yaromim” como mote para que escrevesse uma história.

A sugestão despertou sua imaginação, e curiosamente a pessoa que depositou o nome na caixa de sugestões nunca voltou ao curso – e tudo isso tornou a escrita ainda mais inspirada. “Eu nunca tive a oportunidade de perguntar por que Yaromim foi importante, de onde era e se de fato existira mesmo. Era menino? Ou uma menina? E será que isso faria diferença? Então, eu, a Patricia escritora, só tinha a folha em branco com um nome”, comentou.

O livro “Yaromim - a melhor lembrança”

O livro nasceu a partir de uma palavra em um papel em uma aula de escrita

-Livro infantil de autor indígena fala sobre a importância das sementes

A questão de seu lugar de fala é também elemento sensível do livro e de seu processo de publicação – Formada em Direito, Patrícia abandonou a advocacia para fundar, em 2017, a editora Quase Oito, onde trabalha com especialistas com o propósito de gerar empatia e identificação para crianças e jovens.

“Fica aqui o desafio de não reforçar o projeto colonizador que se estende por mais de quinhentos anos no Brasil, mas conciliar a liberdade da criação como um lugar de não censura. Desde o início, a intenção de Yaromim era mostrar que mesmo na diferença sentimos e amamos como iguais, nada além disso”, afirma.

O livro “Yaromim - a melhor lembrança”

O livro será lançado dia 15 de dezembro, mas já está em pré-venda no site da editora

-Editora lança coleção de livros “Antiprincesas” com histórias reais de mulheres inspiradoras

Segundo a autora, a ideia foi criar um personagem por quem todos podem se encantar, e partilhar vivências, sublinhando a importância do contato com a natureza e a “pureza do amor entre adolescentes cujas realidades são tão diferentes, sem entretanto retroceder à literatura romântica”.

O livro traz “algumas chaves de leitura que certamente trarão à baila questões a se debater, mantidas justamente para deixarmos ao leitor a liberdade de inferir, discutir e criticar”, pontua Capella. “Yaromim – a melhor lembrança” tem lançamento marcado para o próximo dia 15 de dezembro na Blooks Livraria, no Rio de Janeiro, mas já se encontra em pré-venda, no site da editora Quase Oito.

Publicidade

© fotos: Divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Notice: date_default_timezone_set(): Timezone ID 'UTC-3' is invalid in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/home/brand-channel.php on line 29

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.