Debate

Mulher acha corpo de bebê guardado por 1 ano dentro de sacola em geladeira que ela limpava

Redação Hypeness - 02/12/2021

A moradora de Belo Horizonte (MG) e dona de casa Susy Costa, de 56 anos, fazia um faxina em casa quando decidiu descongelar sua geladeira. Na hora de retirar as coisas de dentro do eletrodoméstico, notou que havia um pé humano dentro de uma sacola.

Ao abrir o saco que cobria aquele objeto, descobriu que havia o corpo de um bebê guardado por um ano dentro de sua própria geladeira e não fazia ideia.

– A ‘viúva negra’ do Japão que matava amantes com composto químico

História digna de filme foi descoberta porque dona de casa estava descongelando geladeira; polícia deseja investigar motivos que levaram mãe a congelar seu próprio filho

O caso

A irmã dela, chamada Simonia, contou à imprensa o que ocorreu. Susy frequentava a mesma igreja que uma mulher chamada Grazi, que pediu para que Susy guardasse um pedaço de carne no freezer.

“Ela falou ‘guarda essa carne pra mim, que eu vou dar para uma pessoa’. Minha irmã disse que guardaria e depois disso ela sumiu de lá [do bairro]. Elas só mantinham contato por WhatsApp. Minha irmã falava que ia jogar a carne fora e ela não deixava, falava que iria buscar”, contou.

– Ela se casou com o homem condenado por matar seu irmão: ‘Algo em comum’

Polícia prende suspeita 

Segundo a Polícia Militar, Grazi havia escondido sua gravidez do namorado por 9 meses. Após dar a luz, ela entregou o bebê a sua companheira de Igreja como se o cadáver um pedaço de carne. Depois de um ano, o corpo foi descoberto.

“Já sabemos que é um cadáver do sexo feminino. Agora precisamos responder algumas questões: foi um aborto natural ou não foi um aborto natural? Houve o parto e depois esse corpo foi guardado?”, disse o delegado Rômulo Dias ao “MG1”, da TV Globo.

– Filha de Belchior e namorada são acusadas de latrocínio em trama digna de série policial

A mãe do bebê já foi identificada e foi presa em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver. “Somente após exame será definido se foi infanticídio, homicídio ou aborto, mas o que se tem certeza é a ocultação de cadáver e com isso, permite-se autuação de flagrante delito mesmo transcorrido um tempo após infração penal. Essa autuação acontece a partir da descoberta do cadáver. Assim sendo, esta mulher encontra-se em situação de flagrante delito, ela será autuada”, contou Letícia Gamboge, chefe do Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil (DHPP)

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Notice: date_default_timezone_set(): Timezone ID 'UTC-3' is invalid in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/home/brand-channel.php on line 29

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.