Sustentabilidade

Portugal cria a maior reserva marinha da Europa com 2677 km² de área

16 • 12 • 2021 às 10:14
Atualizada em 20 • 12 • 2021 às 10:43
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

A maior reserva marinha da Europa é portuguesa, e fica localizada a cerca de 1000 quilômetros a sudeste do continente.

Protegendo uma área de 2677 km² ao redor do subarquipélago das Ilhas Selvagens, no meio do Oceano Atlântico, a reserva foi anunciada pelo governo de Portugal no último dia 6 de dezembro, como um importante passo para o país alcançar a meta global de proteção de 30% de toda a terra, água e ecossistemas até 2030 – antes, a maior reserva marinha europeia era das Ilhas Egadi, na Sicília, medindo 335 km2.

Parte da Selvagem Pequena, uma das ilhas onde a reserva foi estabelecida

Parte da Selvagem Pequena, uma das ilhas onde a reserva foi estabelecida

-Uma das ilhas mais isoladas do mundo agora é também uma das maiores reservas marinhas do planeta

Rodeadas por recifes de água fria e parte administrativa da freguesia da Sé, concelho de Funchal, cidade do arquipélago da Madeira, as Ilhas Selvagens são constituídas por duas ilhas maiores e diversas ilhotas, de origem vulcânica, e são um importante santuário para aves.

Vivem na região atualmente quatro moradores permanentes, na ilha Selvagem Grande, e dois semipermanentes, na Selvagem Pequena, que trabalham como guardas do Parque Natural da Madeira. A região já tinha a parte terrestre protegida desde 1971, quando foi fundada a Reserva Natural das Ilhas Selvagens, e desde 2016, dois oficiais da Polícia Marítima de Portugal permanecem no local.

A Ilha Selvagem Grande

A Ilha Selvagem Grande, maior do subarquipélago, com 4 quilômetros de diâmetro

As ilhas menores que formam o restante do subarquipélago das Ilhas Selvagens

As ilhas menores que formam o restante do subarquipélago das Ilhas Selvagens

-A mágica floresta de fanais da Ilha da Madeira com árvores de 500 anos

O subarquipélago é também endereço de diversos animais aquáticos, com 51 diferentes espécies de peixes já registrados na região. inicialmente a área de proteção das Ilhas Selvagens alcançava uma profundidade de até 200 metros, mas essa determinação precisou ser ampliada para proteger mais espécies, principalmente de atividades pesqueiras.

A meta de proteger 30% do planeta até 2030 foi estabelecida por um grupo de mais de 50 países em iniciativa intitulada High Ambition Coalition for Nature and People, ou Coalizão de Alta Ambição pela Proteção da Natureza e das Pessoas, em tradução livre, lançada oficialmente em janeiro de 2021 – infelizmente o Brasil não faz parte do grupo.

A Baia das Cagarras, na Selvagem Grande

A Baia das Cagarras, na Selvagem Grande

-Turista que ia passar final de semana fica presa em ilha durante pandemia: ‘Nunca usei máscara’

Com a determinação, qualquer atividade humana e econômica que traga impacto ao meio-ambiente passa a ser totalmente proibida dentro dos limites da reserva.

Além da proteção ao subarquipélago propriamente, a importância do estabelecimento, pelo governo português, das Ilhas Selvagens como reserva marinha se impõe como exemplo e incentivo, para que outros países façam o mesmo com suas terras e águas – pois a meta estabelecida ainda se encontra distante: segundo a Agência Europeia do Ambiente, até 2020 somente 10% das áreas costeiras e marinhas do continente encontravam-se protegidas.

A Base na ilha Selvagem Grande, onde vivem os guardas que cuidam da ilha

A Base na Selvagem Grande, onde vivem os guardas que cuidam da ilha

Publicidade

© fotos: Wikimedia Commons


Canais Especiais Hypeness