Inspiração

Quem é Silvio de Almeida, autor do livro ‘Racismo Estrutural’?

Roanna Azevedo - 15/12/2021 | Atualizada em - 20/12/2021

Um dos pensadores brasileiros mais importantes da atualidade, Silvio de Almeida é advogado, jurista, filósofo e a principal voz contra o racismo estrutural no país. No livro que escreveu sobre o tema, ele examina como as relações raciais serviram de base de sustentação para todas as instituições da sociedade. Mas essa não é sua única vertente de pesquisa. O ativismo judicial e o poder do Estado também são objetos de estudo recorrentes.

Que tal conhecer um pouco mais sobre o trabalho de Silvio? Abaixo reunimos alguns detalhes sobre a carreira dele, além de destacar suas principais obras.

Silvio Almeida no ‘Roda Viva’: ‘Tem gente chorando por estátua, mas não é capaz de chorar quando morre um negro’

Quem é Silvio de Almeida?

Além de advogado, filósofo e professor, Silvio de Almeida também é escritor, tendo publicado três títulos individuais.

Nascido na cidade de São Paulo em 1976, Silvio Luiz de Almeida se graduou em Direito e se formou mestre em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie nos anos de 1999 e 2006, respectivamente. Enquanto se dedicava ao mestrado, estudava Filosofia na Universidade de São Paulo, finalizando o curso somente em 2011. Ainda nessa época também se tornou doutor em Direito pela mesma universidade.

Sustentabilidade social não funciona sem luta antirracista

Em seus estudos, Silvio costuma propor uma visão jurídica sobre questões sociais e políticas, principalmente aquelas ligadas a desigualdade social e as minorias. Ele desenvolve suas pesquisas em quatro linhas de atuação: racismo estrutural, Estado e Direito no Pensamento Social Brasileiro, boas práticas antidiscriminatórias e a conexão entre Teorias Econômicas e Filosofia do Direito.

Além de ser presidente do Instituto Luiz Gama, uma organização formada por juristas e acadêmicos que defende os direitos humanos e as demandas do movimento negro, Silvio também é professor em várias instituições de ensino. Na Universidade Presbiteriana Mackenzie, dá aulas de Teoria Geral do Direito, e na Fundação Getúlio Vargas ministra a disciplina Estado e Direito no Pensamento Social Brasileiro. Ele também leciona na Faculdade Zumbi dos Palmares e na Universidade São Judas Tadeu.

Silvio é professor visitante da Universidade Duke, nos Estados Unidos.

Em 2020, participou do Center for Latin American and Caribbean Studies (CLACS) da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, como Mellon Visiting Professor. Lá, ele apresentou as aulas de  “Black Lives Matter US and Brazil” e “Race and Law in Latin America”. No mesmo ano, foi entrevistado no programa Roda Viva, exibido pela TV Cultura, e inspirou um clube do livro nas redes sociais. Diversas pessoas organizaram uma lista com as obras e autores sugeridos por ele durante a entrevista e compartilharam na internet.

Aluna da USP cria lista de autores pretos e marxistas e viraliza

Quais livros Silvio de Almeida escreveu?

Falando em livros, Silvio de Almeida é autor de três, mas também colabora como escritor para alguns títulos coletivos, como “Marxismo e Questão Racial” (2021) e edições da revista “Margem Esquerda”. Abaixo, destacamos o trio principal de obras dele:

“Racismo Estrutural” (2019): O livro mais conhecido do autor. Nele, Silvio utiliza o conceito de racismo institucional, desenvolvido por Kwame Turu e Charles Hamilton em 1970, para apresentar a ideia de racismo estrutural, mostrando dados estatísticos que provam como a discriminação racial está enraizada no esqueleto da sociedade brasileira.

Djamila Ribeiro: ‘Lugar de Fala’ e outros livros para entender raça por R$ 20

“Sartre – direito e política: ontologia, liberdade e revolução” (2016): Silvio trabalha conceitos do filósofo francês Jean-Paul Sartre para refletir sobre a justiça, a ordem social e os fundamentos do poder e propor novas formas de lidar com cada um desses tópicos.

“O Direito no Jovem Lukács: A Filosofia do Direito em História e Consciência de Classe” (2006): Neste livro, Silvio busca caminhos diferentes para lidar com a filosofia do direito a partir do legado do filósofo Georg Lukács. Ao longo da obra, ele trata de diversas questões, dentre elas o problema da “neutralidade científica”.

Publicidade

Foto 1: Silvio de Almeida/Divulgação

Foto 2: Mathilde Missioneiro/Folhapress

Fotos 3, 4 e 5: Amazon/Divulgação


Roanna Azevedo
Diretamente da zona norte do Rio, é jornalista por profissão e curiosa por conta própria. Ama escrever sobre cinema e o universo do entretenimento há mais de dois anos. Tem paixão por tudo que envolve cultura, música, arte e comportamento, além de ficar sempre ligada no que rola no mundinho da comunicação nas redes sociais.

Notice: date_default_timezone_set(): Timezone ID 'UTC-3' is invalid in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/home/brand-channel.php on line 29

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.