Ciência

Tratamento para câncer vem provocando visão noturna como efeito colateral

17 • 12 • 2021 às 15:08
Atualizada em 21 • 12 • 2021 às 10:20
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

A terapia fotodinâmica é um tipo de tratamento contra o câncer que utiliza raios de luz para destruir as células doentes, mas que também pode causar um dos mais intrigantes efeitos colaterais entre os pacientes: o desenvolvimento de uma espécie de visão noturna. A bizarra reação era recorrentemente relatada como um sintoma leve, porém perceptível, com os pacientes passando a enxergar melhor no escuro – até recentemente, porém, os cientistas não encontravam explicação para o fenômeno.

olho humano

O tratamento fotodinâmico contra o câncer vem causando visão noturna em alguns pacientes

-Estas imagens mostram a forma como 7 animais veem o mundo

Após centenas de experimentos, uma pesquisa no ano passado, no entanto, finalmente descobriu o motivo dessa impressionante reação: a razão está em uma proteína especialmente sensível à luz intitulada rodopsina, presente na retina humana. É a interação dessa proteína com um elemento fotossensível presente na terapia fotodinâmica chamado cloro e6: tal combinação faz com que a rodopsina se descole da retina e dispare o impulso elétrico da visão em nosso cérebro a partir de sinais infravermelhas.

visão noturna

Os relatos sugerem a percepção de formas e silhuetas mais definidas no escuro

-Ele vê cores pela 1ª vez e não contém emoção: ‘Não acredito que vocês vivem assim’

“Isso explica o aumento na acuidade da visão nortuna”, afirmou Antonio Monari, cientista da Universidade de Lorraine, na França. A conclusão foi possível após meses de testes e simulações moleculares e milhões de cálculos para medir e determinar a reação com precisão. “Para nossa simulação, colocamos uma proteína virtual de rodopsina inserida em sua membrana lipídica em contato com várias moléculas de cloro e6 e água, ou várias dezenas de milhares de átomos”, afirmou Monari.

Estrutura tridimensional da rodopsina bovina

Estrutura tridimensional da rodopsina bovina

-Planta encontrada no Cerrado por ajudar no tratamento contra o câncer

Em relatos, os pacientes afirmaram verem silhuetas e formas com mais clareza e, com a determinação do motivo por trás do efeito colateral, agora os médicos poderão desenvolver soluções para inibir a reação em quem enfrentar terapias fotodinâmicas. A descoberta, no entanto, poderá ser usada, no futuro, como ponto de partida para novos tratamentos de certos tipos de cegueira ou sensibilidade à luz.

Publicidade

© fotos: Wikimedia Commons


Canais Especiais Hypeness