Ciência

Variante ômicron: por que é importante que você tome a 3ª dose da vacina

17 • 12 • 2021 às 10:08 Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Uma, duas, três doses. Boa parte da população brasileira já está apta a tomar a terceira dose da vacina contra a Covid-19 e é muito importante não deixar o processo de imunização para lá. Ao contrário do que muita gente pensa, a dose de reforço, como tem sido chamada, se torna especialmente necessária considerando a nova variante ômicron

Variante ômicron da covid tem ‘constelação incomum de mutações’; Salvador cancela Réveillon

Pesquisas têm indicado que as duas primeiras doses da vacina — de qualquer fabricante — quase não oferecem proteção ante às mutações da ômicron. As vacinas disponíveis atualmente no mercado foram começaram a ser desenvolvidas há cerca de dois anos, considerando o vírus em suas primeiras formas, antes de novas mutações mais complexas como a da nova variante. 

‘Mas se a terceira dose é mais uma das vacinas já existentes, que diferença faz?’

Estudos avaliaram que a dose de reforço estimula o sistema imunológico a desenvolver um tipo de proteção mais persistente e prolongada do que a anterior. 

A “BBC” utilizou um exemplo prático para entender o comportamento do organismo após a vacinação. Se compararmos as três doses com o aprendizado escolar, a primeira dose se refere ao Ensino Fundamental, onde o aluno aprende o básico, de acordo com as suas capacidades do momento. 

– Vacinas de 2ª geração: como serão as ‘atualizações’ dos imunizantes contra Covid, segundo Pasternak

A segunda dose é uma espécie de Ensino Médio, onde os conteúdos são aprofundados e destrinchados com ainda mais conhecimento. Já a terceira dose poderia ser considerada a Universidade, lugar onde você vai mergulhar em uma determinada área de conhecimento de forma intensa. 

O sistema imunológico fica com um conhecimento e compreensão mais ricos do vírus“, disse o professor Jonathan Ball, virologista da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, à “BBC”. 

Segundo ele, um sistema imunológico bem treinado se torna muito difícil para o vírus e as variantes que dele surgem.

As variantes mais conhecidas do coronavírus.

Terceira dose aumenta proteção do anticorpo em até 25 vezes

Pesquisas da farmacêutica Pfizer mostram que o imunizante de reforço oferece uma proteção até 25 vezes maior quando comparado às duas primeiras doses. As três doses juntas permitem uma proteção de 95% contra a variante ômicron, índice comparado ao que as duas primeiras doses protegem contra o vírus original. 

Embora duas doses da vacina ainda possam oferecer proteção contra doenças graves causadas pela cepa ômicron, fica claro que, a partir desses dados preliminares, a proteção é melhorada com uma terceira dose de nossa vacina”, disse Albert Bourla, CEO da Pfizer, em uma declaração conjunta com a BioNTech.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness