Design

Vila sustentável na Tailândia é feita com casas em formato de casco de tartaruga

10 • 12 • 2021 às 15:12 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

O projeto Turtle Bay consiste em uma pequena vila sustentável e ecológica em Hua-Hin, no litoral da Tailândia, e sua inspiração na natureza é tão profunda que cada uma das cinco cabanas foi projetada em formato de tartaruga – o desenho do telhado das casas se assemelha ao casco do animal, e traz benefícios estéticos mas também ambientais e de temperatura. Desenvolvido pelo arquiteto Sarawoot Jansaeng-Aram, da Dersyn Studio Co., a vila foi projetada para se tornar um novo ponto turístico em Khao Tao – e também um exemplo de construção ambientalmente correta em diversos sentidos.

Turtle Bay

O projeto da Turtle Bay mistura estética com compromissos ambientais

Turtle Bay

Os telhados de tartaruga também têm benefícios arquitetônicos e ecológicos

-Tartaruga ganha cadeira de rodas de Lego pra se movimentar

Além das cinco casas-tartaruga, o terreno de 2.700 metros quadrados onde a Turtle Bay foi construída também oferece um café ecológico, um restaurante orgânico, um espaço para oficinas, uma loja para os artesãos locais e uma hospedagem em estilo alojamento dentro uma casa de família. Tudo foi projetado para não produzir lixo e ser alimentado principalmente por energia solar, com um sistema de tratamento de águas de esgoto especialmente projetado para preservar a qualidade das águas e da natureza ao redor.

Turtle Bay

Cada construção é conectada por pontes sobre palafitas

Turtle Bay

Todo o material utilizado também foi selecionado por ambições sustentáveis

Turtle Bay

As paredes foram em sua maioria revestidas por bambus

-Amigos de longa data criam mini-vila sustentável para poderem viver juntos

Pois as construções são harmoniosamente avizinhadas a um tanque de cultivo de flores de lótus, planta aquática abundante na região, e é compromisso essencial do projeto não agredir de forma alguma a natureza que já havia no terreno. As casas da vila são interligadas e conectadas a prédios de apoio através de pontes erguidas em palafitas, e cada detalhe foi pensado por uma arquitetura sustentável, utilizando materiais verdes e locais, bem como técnicas de construção especiais.

Turtle Bay

O projeto pretende tornar a Turtle Bay em ponto turístico

Turtle Bay

A vila foi projetada para se manter em harmonia com as flores de lótus abundantes no terreno

-Essa escola flutuante sustentável está melhorando a vida de crianças africanas

Os telhados do “casco” utilizam telha “shingle”, dando textura de cascalho, misturados a lascas de pedra que dão o aspecto da cobertura. As paredes e a cobertura utilizam bambus, e os prédios da Turtle Bay utilizam um material de construção intitulado poon-tum, utilizado em templos antigos, que, além de sustentável, mantem os prédios resfriados, apesar do intenso calor tailandês. Outras técnicas, como ventilação natural cruzada, tetos elevados com grandes beirais reduzem a incidência solar e amenizam o calor dentro do casco da tartaruga.

Turtle Bay

Cafés, restaurantes e uma hospedagem também formam a vila

Hua-Hin

Hua-Hin é uma das regiões litorâneas mais populares da Tailândia

Publicidade

© fotos: TonPixelPro/Divulgação


Canais Especiais Hypeness