Futuro

Anne Frank: o que novo livro pode mudar no mistério da captura dos Frank pelos nazistas 77 anos depois

Redação Hypeness - 20/01/2022 às 17:55

A história de Anne Frank é conhecida por todos. Mas novos documentos investigatórios apontam novos atores responsáveis para a captura da jovem que acabou morrendo nos campos de concentração durante o regime nazista na Alemanha.

O pai de Anne Frank teria mantido em segredo o nome de seu delator por anos

Anne fazia parte da família Frank, que ficou escondida dos nazis em um anexo secreto de um edifício entre 1942 e 1944. Nesse período, ela escreveu o Diário de Anne Frank, um dos principais clássicos da história da literatura mundial.

Em agosto, o refúgio da família foi denunciado e eles foram capturados por oficiais do regime hitlerista. A família foi levada a um campo de concentração. Anne, sua mãe, Edith, e sua irmã, Margot, morreram no campo de Auschwitz. O patriarca da família, Otto, foi o único sobrevivente.

– ‘Diário de Anne Frank’ é alvo de boicote em escola por pais que enxergam erotização

Novos documentos mostram que Otto escondeu uma denúncia que poderia esclarecer quem foi o responsável pela “traição da família”.

Em uma investigação que durou seis anos, o ex-agente do FBI Vince Pankoke, chegou a uma conclusão e publicou seu trabalho de pesquisa no livro “A Traição de Anne Frank”.

De acordo com Pankoke, o responsável por informar à polícia secreta nazi onde os Frank estavam era um judeu de sobrenome Van den Berg. Ele teria recebido a possibilidade de se exilar e, aparentemente, foi o responsável por informar o esconderijo de centenas de famílias judias em Amsterdam.

Anne Frank morreu durante uma epidemia de tifo no campo de concentração de Auschwitz

Ainda de acordo com as revelações do livro, o pai de Anne Frank sabia dessa informação, mas decidiu ocultá-la do público para não mover antissemitismo contra Van den Berg, que falhou em resistir às chantagens e torturas dos nazistas. Otto Frank morreu em 1980. O delator faleceu apenas cinco anos depois da II Guerra, em 1945.

– História de vida de Anne Frank vai ganhar animação

O Museu Casa de Anne Frank, que gere a obra e a memória da jovem vítima do Holocausto, disse que se trata de uma importante teoria. “Essa é uma hipótese fascinante, que merece investigações mais aprofundadas”, afirmou através das redes sociais.

Publicidade

Fotos: Domínio Público


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness