Debate

Atriz indiana que foi beijada no rosto por Richard Gere contra sua vontade é inocentada de acusação de “obscenidade”

Vitor Paiva - 28/01/2022 às 14:32 | Atualizada em 28/01/2022 às 14:33

A atriz indiana Shilpa Shetty finalmente se viu livre das acusações de obscenidade que a perseguiram pelos últimos 15 anos por conta de um gesto que ela simplesmente não cometeu: o incidente aconteceu no palco de um evento de conscientização sobre AIDS em Nova Déli, na Índia, em 2007, quando o ator estadunidense Richard Gere beijou a atriz no rosto sem seu consentimento ou acordo prévio.

A cena desencadeou uma série de protestos de grupos radicais hindus, e foi visto como um insulto aos valores e tradições locais – provocando a infundada acusação contra a atriz.

Richard Gere beijando Shilpa Shetty

O beijo forçado de Gere não foi combinado com a atriz – nem consentido previamente

-Filme de Bollywood gera debate após cena de masturbação feminina

Segundo Gere, o gesto foi uma forma de ilustrar que o vírus do HIV não podia ser transmitido por um beijo – que o ato de beijar alguém no rosto é seguro.

A filmagem do ocorrido mostra inicialmente Gere beijando a mão de Shetty, para em seguida abraçá-la e beijá-la na bochecha algumas vezes – ao fim, é possível escutar a atriz comentando que o gesto havia sido “um pouco demais”. À época, um mandado de prisão contra o ator de Hollywood chegou a ser emitido pela justiça indiana, sendo rejeitado em seguida pela Suprema Corte do país.

-Índia derruba lei que há 160 anos criminalizava homossexualidade

Gere se desculpou pela atitude, afirmando que era importante deixar claras aos seus “amigos na Índia” suas intenções como um militante pela conscientização do HIV, sem jamais ter tido a intenção de ofender alguém – o ator também afirmou que o gesto havia sido uma tentativa infeliz de imitar uma cena do filme “Dança Comigo?”, que ele havia estrelado em 2004.

“’Dança Comigo?’ é um dos filmes de Richard, e ele fez esse gesto no filme. Ele simplesmente tentou divertir as pessoas, e eu não sabia que ele iria fazê-lo. Fui pega de surpresa”, comentou a atriz. As acusações contra Gere foram retiradas, mas o caso permaneceu pendente contra Shetty por 15 anos.

Shilpa Shetty

Shilpa Shetty é uma das grandes artistas do cinema indiano

-A história e os debates por trás de uma das fotos mais ‘sensuais’ do rock

As leis de obscenidade da Índia criminalizam atos ou mesmo palavras consideradas obscenas em público, e pessoas condenadas podem enfrentar até três meses de prisão.

A decisão em favor de Shetty por um juiz da corte de Mumbai foi publicada no dia 18 de janeiro, decretando enfim que as acusações contra a atriz eram “infundadas”, já que a cena deixava claro que “Shilpa Shetty foi vítima de um gesto indesejado da outra parte”, reiterando, portanto, que o ato de Gere se deu contra a vontade da artista indiana. Shetty é atriz, bailarina, produtora e autora, e ficou famosa fora da Índia por vencer o reality show britânico Celebrity Big Brother, onde sofreu bullying e ofensas racistas.

Shilpa Shetty e Richard Gere

Gere e Shetty no Festival de Toronto, em 2007

Publicidade

© foto 1: YouTube/Reprodução

© fotos 2, 3: Getty Images


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness