Debate

Jovem de 27 anos que bebia 5 litros de energético por final de semana infarta e leva bronca do médico

11 • 01 • 2022 às 12:34
Atualizada em 11 • 01 • 2022 às 12:41
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

O analista financeiro Allan da Costa Silva, de 27 anos, sofreu um infarto do miocárdio no dia 28 de dezembro de 2021. Ele acordou com uma forte dor no braço esquerdo. Quando chegou ao hospital, descobriu que estava com um grave problema de saúde. E segundo os médicos, isso se relacionava com o consumo exacerbado de energéticos com álcool.

– Energético é banido na Zâmbia após relatos de ereção prolongada 

infarto energético

Allan tomava cerca cinco litros de energético por final de semana e acabou desenvolvendo um problema no coração graças ao excesso no copão

Ao UOL, Allan contou que tomava cerca de cinco litros de energético por fim de semana, nos famosos “copões”. Ele toma 6 a 7 copos de 700 ml de álcool com energético por dia entre sexta, sábado e domingo.

– Gordas e poderosas: comercial de energético engrossa coro a favor da diversidade da beleza 

“Foi quando me transferiram para um hospital em Guarulhos. Fui direto para a UTI e refiz todos os exames e ainda fiz outros mais específicos. No dia 29, passei por um cateterismo e os médicos ficaram surpresos com a existência de alguns coágulos no meu coração. Eles chamam isso de ‘trombose coronária’. O cardiologista chegou a me perguntar se eu consumia cocaína, então eu disse que não, que nunca tinha usado”, explicou o jovem ao UOL.

Allan explicou que o médico lhe comunicou que o consumo de energético era o responsável pelo infarto. De acordo com o jovem, a bebida é a principal responsável por coágulos no coração.

– Apenas um energético já aumenta o risco de derrame e infarto, aponta estudo 

“Sou uma pessoa ativa, estou sempre praticando esportes, jogo bola toda semana. Eu sabia que energético fazia mal por acelerar o coração. Às vezes, depois de beber alguns copos, sentia umas dores no peito mas sempre passava. Quando a gente é jovem, não acredita que possa acontecer algo de ruim”, completou.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Redes Sociais


Canais Especiais Hypeness