Diversidade

Linn da Quebrada diz no ‘BBB’ que pronome ‘ela’ tatuado na testa surgiu após erro da mãe

Vitor Paiva - 28/01/2022 às 14:31

Para deixar clara a forma correta pela qual exige ser tratada, a cantora Linn da Quebrada encontrou o meio mais direto e contundente: a artista tatuou o pronome “ela” em sua própria testa, acima da sobrancelha.

O assunto ganhou o público recentemente, por conta da participação de Linn na atual edição do “Big Brother Brasil” – na qual alguns participantes mais de uma vez erraram a forma de se referir à artista – e, ao ser perguntada pelo apresentar Tadeu Schmidt, a cantora explicou a forte e tocante origem de sua tatuagem, dando a dimensão da importância do uso do pronome correto e respeitoso para cada pessoa.

Linn da Quebrada

A atriz e cantora explicou no BBB a história de sua tatuagem no rosto

-Linn da Quebrada formou equipe de travestis para cuidar de suas contas nas redes sociais

A pergunta do apresentador surgiu a partir de uma conversa sobre quais participantes do programa estavam solteiros ou solteiras, e Tadeu aproveitou o ensejo para esclarecer a questão.

“Você tem o pronome ‘ela’ tatuado acima da sua sobrancelha”, comentou. “Eu queria que você explicasse por que você fez essa tatuagem e que você dissesse, mais uma vez, reforçando como as pessoas devem se dirigir a você”, pediu Tadeu. A história contada por Linn trouxe reflexão e emoção às outras pessoas na casa.

Linn da Quebrada

O assunto foi tratado ao vivo no programa após a artista ser chamada pelo pronome errado

-Linn da Quebrada critica fala transfóbica de Pedro Bial em entrevista com Ronaldo

“Eu fiz essa tatuagem, na verdade, por causa da minha mãe, porque no começo da minha transição, minha mãe ainda errava e me tratava no pronome masculino”, revelou Linn. “Eu falei: ‘Mãe, eu vou tatuar ‘ela’ na minha testa, pra ver se a senhora não erra.’ E acho que assim também é uma indicação para as outras pessoas. Então, ficou na dúvida, lê e vocês lembram que eu quero ser tratada nos pronomes femininos”, reiterou a artista, que se define como travesti, e que recebeu uma salva de palmas ao fim de sua colocação.

-Olimpíadas: narradora usa pronome neutro em transmissão e viraliza por respeitar identidade de atleta

Mais do que uma curiosidade ou oportunidade de simplesmente se aprofundar no assunto, o questionamento de Schmidt se deu após Linn ser mais de uma vez tratada em pronomes ou adjetivos masculinos por outras pessoas dentro da casa. A participante Eslovênia chamou a artista de “ele” e de “amigo”, enquanto a participante Laís enviou uma mensagem dentro do programa perguntando se a cantora estaria “solteiro”, usando o adjetivo no masculino.

“Muito importante você ensinar isso, Lina, para os moradores da casa e para o Brasil inteiro, para que erros não sejam mais cometidos. Muito obrigado”, concluiu Tadeu Schmidt, após a fala da artista.

Linn da Quebrada

A tatuagem de Linn começou como uma explicação e lembrança para sua mãe

Publicidade

© fotos 1, 3: Twitter/Reprodução/Globoplay

© foto 2: Instagram/Reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness