Futuro

Polícia celebra prisão de homem com trouxa de maconha e R$ 179 e abre debate sobre fracasso de guerra às drogas

Vitor Paiva - 21/01/2022 às 07:36 | Atualizada em 28/01/2022 às 08:52

A notícia recente da prisão de um indivíduo por tráfico de drogas na cidade de Taquarituba, no interior de São Paulo, mostra o quanto a chamada “guerra às drogas” é uma batalha perdida.

Divulgada em um blog da Polícia Militar do Estado de São Paulo e ilustrada com uma foto mostrando o dinheiro e a droga apreendida, a nota revela que a pessoa detida carregava uma pequena quantidade de maconha, R$ 179 em notas em 6 cédulas, e nada mais. Segundo o texto, a apreensão e prisão do indivíduo foi realizada por policiais militares do 53º Batalhão de Polícia Militar do Interior.

Foto postada no blog da PM, mostrando o conteúdo da apreensão

Foto postada no blog da PM, mostrando o conteúdo da apreensão

-Carros atacados na Cracolândia mostram invisibilização e que guerra às drogas mira mais pobres

“Durante o patrulhamento pela área central a equipe avistou 4 indivíduos que ao perceberem a presença da viatura, tentaram fugir, sendo abordados logo em seguida”, diz a postagem, que confirma o valor do dinheiro, mas não informa precisamente o peso da maconha apreendida – a fotografia, porém, deixa claro se tratar de uma quantidade pequena, a qual o texto se refere como “uma porção”.  A postagem rapidamente tornou-se motivo de piada – e reflexão. “Isso aí vai gerar um custo de algumas dezenas de milhares de reais em trabalho de promotores e juízes para encarcerar um jovem negro e a sociedade branca poder dormir ‘em paz’”, diz um dos leitores.

Todos os comentários no post eram críticos à operação

Todos os comentários no post eram críticos à operação

-Legalização da maconha no Uruguai deu prejuízo de US$ 22 milhões ao tráfico

Nos comentários, a ineficácia da prisão e desse tipo de operação, especialmente na perspectiva do chamado combate às drogas, impera – assim como a indignação pelo fato do post tratar a situação como um quadro de tráfico de drogas. “Parece até piada. Nenhum elemento para sustentar uma acusação de tráfico”, diz um comentário. 180 reais e 10g. (…)

Nossa, acabaram com o tráfico no Brasil. Que piada, gente. Que piada!”, afirma outro comentário, repleto de ironia. “Parabéns, drogas, por vencerem a guerra às drogas mais um ano seguido! Já são mais de 40 anos!”, conclui.

Os 39 kg de cocaína apreendidos no avião da FAB em 2019

Os 39 kg de cocaína apreendidos no avião da FAB em 2019

-Sargento preso com 39 kg de cocaína nos lembra que tráfico não fica só morro

Outro comentarista lembra de um caso recente e efetivo de tráfico de drogas, que ilumina a distância entre a suposta guerra e a realidade da questão no Brasil.

“Isso não é traficante, isso é usuário. Traficante é quem trafica 39kg de cocaína no avião da FAB”, recorda. A lembrança diz respeito ao ocorrido em meados de 2019, quando uma maleta com 39 kg de cocaína foi encontrada em um avião da Força Aérea Brasileira, que viajava para Sevilha, na Espanha, em posse do sargento Manoel Silva Rodrigues, como parte da comitiva do presidente Jair Bolsonaro.

Publicidade

© fotos 1,2: Polícia Militar do Estado de São Paulo/Reprodução

© foto 3: Guarda Civil da Espanha/Reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness