Debate

 Por que o Spotify preferiu um antivacina ao catálogo musical de Neil Young e Joni Mitchell?

Vitor Paiva - 31/01/2022 às 10:01 | Atualizada em 01/02/2022 às 10:25

Um dos maiores nomes da história do rock, o músico canadense Neil Young decidiu retirar toda sua discografia do Spotify, como forma de protesto contra a presença do podcast do comediante Joe Rogan na plataforma.

Um dos mais populares do mundo, o podcast “The Joe Rogan Experience” vem ganhando as manchetes por espalhar desinformação e mentiras sobre a covid-19 e a vacina. “Eles poderão ter Rogan ou Young. Não os dois”, escreveu o cantor e compositor, em carta aberta publicada recentemente como ultimato contra o Spotify. No fim, a plataforma escolheu o podcast negacionista, contra um dos maiores artistas de todos os tempos.

Neil Young

Desde os anos 1960 que Neil Young é um dos maiores nomes da história do rock

-10 discos históricos e ‘perdidos’ do rock que nunca vão chegar ao Spotify

Mentiras sobre vacinas 

Líder de audiência entre os podcasts do Spotify nos EUA, o contrato de Rogan com a plataforma alcançou valor de 100 milhões de dólares pela exclusividade de transmissão.

Apesar do Spotify supostamente possuir uma política rigorosa de moderação de conteúdo, contra a transmissão de desinformações perigosas e fake news – que já removeu mais de 20 mil episódios de outros podcasts – as cifras milionárias explicam o motivo pelo qual as regras não se aplicaram a Rogan. “Estou fazendo isso pelo fato de o Spotify estar espalhando informações mentirosas sobre vacinas – potencialmente causando a morte dos que acreditam na desinformação transmitida”, diz a carta de Young.

Joni Mitchell fez como Neil Young e retirou seu catálogo do Spotify

-Covid: como não vacinados são tratados mundo afora

“Empresas privadas têm o direito de escolher com o que querem lucrar, da mesma forma que eu escolho que minha música não apoie uma plataforma que dissemina desinformações prejudiciais”, diz a carta de Young. “Estou feliz e orgulhoso em me colocar em solidariedade com os profissionais de saúde da linha de frente, que arriscam suas vidas todos os dias para ajudar a outros”.

O milionário contrato de exclusividade de Joe Rogan com o Spotify foi assinado em 2020 e, desde então, o comediante por diversas vezes afirmou algumas das mais reproduzidas fake news sobre a pandemia – como de que jovens saudáveis não precisam de vacina, de que os números da doença seriam inflados, além de defender o uso medicamentos comprovadamente ineficazes, como a hidroxicloroquina, para tratar a Covid-19.

Neil Young

A retirada do catálogo de Young começou a acontecer no último dia 26

-Spotify permitirá que pais bloqueiem ‘conteúdo explícito’ para os filhos

Além do negacionismo sobre a pandemia, Rogan é também acusado de reproduzir falas preconceituosas, em afirmações racistas, homofóbicas e transfóbicas – seu podcast tem uma média de 11 milhões de ouvintes por episódio. Neil Young não é o único a se posicionar firmemente contra a postura do Spotify diante dos discursos negacionistas de Rogan.

Uecentemente uma coalisão de mais de 1 mil cientistas e médicos publicou também uma carta aberta pedindo que “tome atitudes contra os eventos de desinformação em massa que seguem acontecendo dentro da plataforma”. Após a decisão de Young de retirar seus mais de 50 anos de carreira e discografia da plataforma, outros artistas se juntaram ao músico canadense – e a expectativa é de que a adesão cresça nos próximos dias.

Joni Mitchell se juntou a Young

A cantora e compositora canadense Joni Mitchell – também um dos maiores nomes da música popular das últimas décadas – juntou-se a seu conterrâneo e decidiu também retirar sua obra do Spotify como forma de protesto. “Pessoas irresponsáveis estão espalhando mentiras que custam a vida de pessoas. Eu me posiciono em solidariedade a Neil Young e às comunidades científicas e médicas globais por tal questão”, escreveu Mitchell, em seu site.

Em seguida, o guitarrista Nils Lofgren, da banda de Young e de Bruce Springsteen, também declarou que irá retirar seu catálogo da plataforma. Nos últimos dias, hashtags pedindo que o público cancele a assinatura do Spotify se popularizaram nas redes, mas a grande expectativa é de que um grande nome da música recente, como Taylor Swift ou Adele, também retirem suas músicas da plataforma.

Joe Rogan

Além de podcaster e comediante de stand-up, Rogan é comentarista do UFC

Publicidade

© foto 1: Wikimedia Commons

© fotos 2, 4: Getty Images


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness