Estilo

A transformação do ex-executivo de banco que se tornou um ‘réptil sem gênero’

Redação Hypeness - 04/02/2022 às 10:25 | Atualizada em 15/02/2022 às 10:27

Até 1997, Richard Hernandez era um executivo de sucesso na cidade de Los Angeles, ocupando cargo de alto escalão e salário em uma instituição bancária. Foi nesse ano, porém, ao ser diagnosticado com o vírus HIV, que Hernandez decidiu alterar por completo o sentido de sua vida – incluindo seu nome, seu corpo, sua identidade de gênero, até mesmo sua definição enquanto espécie.

O banqueiro deixou de existir, e assim nasceu Tiamat Legion Medusa, um “réptil sem gênero” que custou cerca de 60 mil dólares (equivalentes a mais de 318 mil reais) em dezenas de cirurgias e procedimentos estéticos – incluindo 18 tatuagens realizadas para que sua pele passasse a se parecer com a de um réptil.

Tiamat já gastou mais de 60 mil dólares em transformações corporais

Tiamat já gastou mais de 60 mil dólares em transformações corporais para se tornar em um réptil

-Homem que removeu nariz e língua amputa dedos para se parecer com um alien

A transformação 

As transformações corporais pelas quais Tiamat passou incluem remoção de orelha, rinoplastia, bifurcação da língua, 18 implantes de chifres, castração e o processo ainda não terminou: até 2025 seus planos incluem a colocação de mais 7 chifres e uma cirurgia de remoção de seu pênis.

“Em minha vida passada como home meu era vice-presidente de um banco em uma das maiores instituições financeiras do país”, disse Tiamat, hoje com 60 anos, em reportagem do jornal The Sun. “Eu quero que as pessoas saibam que pessoas modificadas são tão inteligentes, boas e amorosas quanto qualquer outra pessoa”, afirmou.

Richard Hernandez

Quando ainda era Richard Hernandez, e trabalhava como executivo em um banco

-‘Diabão Brasileiro’: homem cria garra com dedo removido e coloca chifres

“Só porque minhas orelhas foram removidas, isso não quer dizer que meu cérebro também foi e que sou um completo idiota”, refletiu. Nascido na cidade de Bruni e tendo crescido em Houston, ambas no Texas, enquanto ainda era Hernandez, Tiamat enfrentou uma infância repleta de abusos e a dificuldade de se assumir gay em um contexto conservador e preconceituoso, em processos que influenciariam diretamente sua decisão de mudar.

Em 1997, o diagnóstico positivo para HIV soou, para o então banqueiro, como uma sentença de morte – que o levou a correr atrás de seu desejo profundo.

Richard Hernandez

O diagnóstico de HIV levou o então banqueiro a apressar sua mudança

-‘Caveira’, com 99% do corpo tatuado, diz que pais ‘ficaram em choque’; ele quer rivalizar com Diabão

“Por achar que ia morrer, comecei a modificar meu corpo ao sentir que estava correndo contra o tempo. Estou removendo partes de mim que me ofendem, incluindo alguns dos meus atributos físicos e também como vivo minha vida hoje como uma criatura que é parte humana e parte reptiliana”, afirmou.

Segundo Tiamat, essa foi a maneira que encontrou de lidar com a vida e tudo que aconteceu em seu caminho. “Essa pode não ser a maneira que outras pessoas lidariam com as coisas, mas essa é a minha vida e eu faço as coisas da minha maneira – e continuarei a seguir meu caminho em meu próprio ritmo”, concluiu.

Tiamat

Aos 60 anos, Tiamat pretende realizar mais procedimentos até 2025

Publicidade

© fotos: Instagram/Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness