Reverb

Chico Science, precursor do Mangue Beat, ganha homenagem nos 25 anos de sua morte

Gabriela Rassy - 04/02/2022 às 10:30 | Atualizada em 02/03/2022 às 11:38

O cantor e compositor pernambucano Chico Science, precursor do Mangue Beat, ganha homenagem no dia que marca 25 anos de sua morte. O site do Itaú Cultural reativa uma série de materiais que deram vida à Ocupação dedicada ao músico para revisitar sua vida e obra.

A partir da última quarta, 2 de fevereiro, que também marca o Dia de Yemanjá, o portal da instituição apresenta fotos, vídeos e textos sobre os principais acontecimentos e desdobramentos da carreira de Chico Science, até o acidente de carro que tirou sua vida.

Chico Science, precursor do Mangue Beat, ganha homenagem

Ocupação Chico Science 

A Ocupação Chico Science aconteceu em 2010 e foi a quinta edição da série, iniciada um ano antes. Ela tratava de fazer um tributo ao cantor e compositor que movimentou e transformou a cena cultural de Pernambuco e revelou uma nova face da música brasileira no exterior.

Chico e o Movimento Manguebeat têm todo seu universo criativo revivido por meio de suas músicas e escritos. O material disponível da Ocupação dedicada a ele, também faz referência a Recife e sua região metropolitana, os lugares de afeto, os amigos e os heróis, os objetos e as fotos pessoais, além de documentos da família e de companheiros musicais do artista.

Além de sua mãe, filha e sobrinha, podem ser vistas declarações de Otto; Jorge Du Peixe, que assumiu os vocais da Nação Zumbi; Fabio Trummer, vocalista da Banda Eddie; o agitador cultural Roger de Renor; o jornalista Xico Sá; o fotógrafo Gil Vicente, entre outras pessoas que fizeram parte desta história.

Chico Science, Josué de Castro e Doutor Charles Zambohead

A história do movimento se entrelaça com a do médico, cientista social, escritor e professor, Josué de Castro. Autor de “Geografia da Fome” e “Homens e Caranguejos”, ele foi um dos pensadores de grande influência no Brasil do século passado. Segundo Castro, o mangue no Recife havia sido a Sorbonne para entender a fome e a luta de sobrevivência do homem.

A obra desse pernambucano foi uma das grandes referências teóricas para a construção do Movimento Mangue. Seus trabalhos ecoam fortemente nos textos do movimento escritos por Fred Zero Quatro e Renato L. no início dos anos 1990.

Chico e o Movimento Manguebeat têm todo seu universo criativo revivido por meio de suas músicas e escritos

As leituras de Josué de Castro marcam a poética construída por Science – não apenas em suas letras mas também na estética visual da banda, e até mesmo na expressão gestual que Chico trazia para o palco, fotos, vídeos. Ele representava o homem caranguejo ou o caranguejo com cérebro.

Outra figura que ajuda a formar o artista – porém de dentro para fora – é o personagem Doutor Charles Zambohead. Criado por Science antes de sua morte, em fevereiro de 1997, e homenageado no primeiro disco da Nação Zumbi, o Rádio S.Amb.A, ele ajudou a compor o crescimento do cantor como artista. Na Ocupação, depoimentos em vídeo trazem histórias do período.

Publicidade

Fotos: Divulgação


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Canais Especiais Hypeness

Especiais