Diversidade

Com somente um braço, Hansen Emanuel é convidado para jogar na elite do basquete universitário: ‘Eu nasci para triunfar’

Vitor Paiva - 24/02/2022 às 10:11 | Atualizada em 02/03/2022 às 11:38

É preciso muito esforço, dedicação e superação para qualquer atleta que se destaque entre os milhares de jovens que buscam seu caminho em um esporte tão popular e competitivo quanto o basquete nos EUA, e é esse o caso do jogador de origem dominicana Hensel Emmanuel. Aos 17 anos, ele é uma das lideranças dos Lions, time da Academia da Vida Cristã, escola no estado da Flórida, nos EUA, que oferece a Emmanuel uma bolsa de estudos para representá-la no basquete escolar do país: o detalhe nada mero da trajetória vencedora do jovem atleta é o fato de que Hensel Emmanuel é uma pessoa com deficiência (PCD), e não tem um dos braços.

Aos 17 anos, Hanse Emmanuel é um dos destaques do basquete escolar nos EUA sendo uma pessoa com deficiência (PCD)

Hanse Emmanuel é um dos destaques do basquete escolar sendo uma pessoa com deficiência (PCD)

-8 influencers com deficiência para você conhecer e seguir

O jogador perdeu o braço esquerdo ao sofrer um acidente em um muro, aos 6 anos de idade, em Santo Domingo, capital da República Dominicana. Filho de um jogador de basquete profissional conhecido como Kikima, Emmanuel não abandonou seu desejo de seguir os passos do pai e se tornar jogador após o acidente e, contrariando as probabilidades e mesmo as recomendações ao seu redor, ele se dedicou desde sempre: atualmente medindo 1,93m e jogando na posição de armador, o jovem defende excelentes estatísticas, com média de 11 rebotes, 7 assistências, 3 bloqueios e 26 pontos por partida.

O jovem defende o time dos Lions, em sua escola na Flórida

O jovem defende o time dos Lions, em sua escola, mas vem sendo disputado por universidades

-Paralimpíadas: 8 expressões capacitistas para riscar do dicionário

Considerado um fenômeno no basquete escolar, Emmanuel já recebeu três convites para defender a camisa de universidades de destaque no país: após as ofertas de Tennessee State e da Bethune-Cookman, recentemente a Universidade de Memphis entrou na disputa, oferecendo uma bolsa para ter Emmanuel como um de seus alunos – e, principalmente, como jogador de sua equipe. O basquete universitário comumente funciona como último estágio antes dos atletas serem convocados para defenderem uma equipe da NBA.

-Paralimpíadas: tudo o que você precisa saber sobre os principais atletas do Brasil

Caso aceite o convite para jogar pela Universidade de Memphis, Emmanuel será treinado pelo ex-jogador Penny Hardaway, que jogou em equipes como Orlando Magic, Phoenix Suns, New York Knicks e Miami Heat, e que é o atual técnico do Memphis Tigers, time da universidade. “Eu quero que as pessoas entendam o quanto Hansel Emmanuel é fora de série”, comentou o ex-jogador Shaquille O’Neal, durante análise de uma partida na TV, deixando claro que o sucesso ao redor do jovem não se dá somente pelo fato dele ser uma pessoa com deficiência, mas principalmente por seu desempenho como atleta.

11 rebotes, 7 assistências, 3 bloqueios e 26 pontos por partida

O jovem tem média de 11 rebotes, 7 assistências, 3 bloqueios e 26 pontos por partida

-Daniel Dias: a trajetória do maior medalhista olímpico brasileiro

A história de Emmanuel é, portanto, mais uma capaz de ilustrar o quanto o esporte entre pessoas com deficiência pode ser um veículo de mudança e inspiração. “Ele vence alguns dos melhores jogadores das escolas com um braço”, afirmou Shaq, deixando claro que o destino de Emmanuel há de ser um só: a NBA – e o mundo, como um dos mais incríveis atletas e exemplos a pisar em uma quadra de basquete.

Hansel Emmanuel poderá se tornar atleta da destacada Universidade de Memphis

Hansel Emmanuel poderá se tornar atleta da destacada Universidade de Memphis

Publicidade

© fotos: Acervo pessoal/Instagram


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness