Arte

Feriado de “Carnaval” tem Lua Vai, BK, Poderoso Chefão e outras 23 dicas online e offline para curtir com responsabilidade pelo coletivo

Gabriela Rassy - 23/02/2022 às 10:05 | Atualizada em 02/03/2022 às 11:38

Mais um Carnaval sem blocos na rua chegou e, ainda que sem os quilômetros rodos a pé que o momento pede, desta vez ao menos as festas voltaram para trazer aquele brilho no olhar dos foliões. Para quem é de rua, tem blocos indoor e shows para um feriado digno. Para quem é de casa, bons lançamentos da música, do cinema e ainda dicas gastronômicas para os próximos dias.

Nos destaques, o Noitão Belas Artes homenageia os 50 anos do clássico O Poderoso Chefão. Rola ainda uma programação bem carnavalesca para ir de glitter na cara e muita ousadia no Mundo Pensante, com direito a Bloco Lua Vai, Je Treme e Cumbia Calavera. Vale conferir o show de Nilze Carvalho dedicado às clássicas marchinhas, no Sesc Paulista, e a estreia do Bloco do BK, no MAM RJ.

Nos lançamentos musicais, Ava Rocha, Caetano Brasil, Marianna Ferrari, entre muitas outras boas faixas e álbuns para dar aquele chablau na sua playlist. Nas artes visuais, abertura da mostra “Abdias Nascimento: um artista panamefricano”, no Masp.

Não esqueça da máscara, de higienizar sempre as mãos e de se responsabilizar pela saúde coletiva.

Vem na minha!

#eventos

Negras Melodias Show com Giovani Cidreira e Melifona
Teatro de Contêiner Munguzá
Quarta, 23, 20h
R$7,50 até R$30
Chega à segunda temporada Negras Melodias Show, celebrando o sucesso da edição online – transmitida em outubro de 2021 pelo canal Universo Afromusic – e marcando o retorno às atividades presenciais, traz dois pocket shows por noite de atração, jogando o holofote para artistas pretes independentes que alavancam a cena contemporânea no país. Nesta edição, shows de Melifona e Giovani Cidreira.

Nilze Carvalho – Marchinhas de Carnaval
Sesc Paulista
Quinta e sexta, 24 e 25, 20h30
R$ 30
Acompanhada de sua banda, Nilze Carvalho traz no repertório canções que traçam um panorama desde os anos 20 – com marchinhas de Chiquinha Gonzaga (O Abre-Alas), Braguinha (“Pastorinhas”), Haroldo Lobo (“Ala-la-ô”) , João Roberto Kelly (“Colombina Ieieiê”). Chegando no Brasil 2000, Carlinhos Brown (“Rapunzel”), Ivete Sangalo (“Poeira”) e muitos outros dão o recado.

Bloco BK’
MAM RJ – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro
25 de fevereiro
R$ 40 (4º lote) – compre aqui
Na noite de sexta-feira, o rapper carioca BK’ faz a primeira edição do Bloco BK’, um show em clima de carnaval que vai reunir diversos convidados nos jardins do Museu de Arte Moderna, o MAM, no Rio de Janeiro. Entre os nomes já confirmados para participação estão os companheiros do grupo que fazia parte, Nectar Gang, além de Djonga, Luccas Carlos, Borges, Amigos da Onça e L7NNON, com quem lançou recentemente a música “Deu Aulas” feat. Papatinho.

Fernando Catatau
Sesc Pompeia
25 de fevereiro, a partir das 21h
R$ 40 (inteira), R$ 20 (credencial plena/meia)
A primeira apresentação ao vivo do primeiro disco solo de Fernando Catatau já tem data. No show de lançamento, ele apresenta as 11 faixas num ambiente que mistura a sonoridade pop, trazendo todo romantismo e nostalgia.

Carnaval no MP
Mundo Pensante
25/2 a 1/3
A partir de R$ 15
O Carnaval não vai rolar na rua, mas vai ter festa com os blocos mais legais da cidade de São Paulo sim! No Mundo Pensante, vai rolar Cumbia Calavera, Bloco Lua Vai, Baile de Carnaval da Je Treme e muito mais.

Carnaval na Miúda
26/1 e 1/3
A partir de R$ 10
A Miúda cresceu e agora o espação servido recebe atrações que são babado purinho. Nesta semana, Desculpa Qualquer Coisa e a festa Climão invadem o espaço mais querido da Barra Fundinha para dar aquela alegria na pessoa foliã.

#música

Ava Rocha feat Iara Rennó e Saskia | Papais Panacas
Um recado direto, atual e dançante contra o patriarcado, o single chega todo carnavalesco contemporâneo, perfeito para esta semana. Primeiro lançamento musical da multiartista desde o compacto “Ava Rocha y Los Toscos“ (YB/2020), a faixa alude ao espírito que até algum tempo atrás dominava o carnaval: letras irônicas, contestação social, carregadas de brincadeiras, deboche e erotismo, que retratam uma época. Na versão 2022, ela vem para combater o machismo historicamente presente nas letras e destaca a figura paterna, num papo reto com músicas como “Mamãe, Eu Quero”, aumentando o grave da narrativa de mulheres e seus filhos.

Caetano Brasil | Naquele Tempo
Entre clássicos renomados e pérolas ainda pouco conhecidas, Caetano Brasil segue revelando o repertório de seu próximo disco: “Pixinverso – Infinito Pixinguinha”. Mergulhando fundo no universo de um dos maiores gênios musicais que o Brasil já produziu, Caetano traz o seu olhar moderno ao mesclar tons de jazz e world music aos temas atemporais de Pixinguinha. Nesta terceira faixam, ele traz arranjo ousado, em que instrumentos fazem vezes de sirenes e toques de celular, e trazendo uma abertura marcante com spoken word da premiada poeta Laura Conceição.

Marianna Ferrari | A Flor
A valsa, que lembra música circense, conta com acordeom e detalhes da bateria e  percussão, fatores que juntos ajudam na criação desse ambiente hora lúdico, hora cômico. Dentro do clássico 4×4, em uma marcha, a música também é  inspirada na música cubana, onde um refrão se repete em coro e voz solo.

ZAINA | Carnaval
A artista catarinense lança sua segunda música de trabalho, acompanhada de videoclipe, dirigido por Rollinos (Gabriel Rolim). O vídeo traz uma estética anos 90 para a faixa que faz um mix de estilos, passando pelo samba, por toques eletrônicos e até por um climinha love song.

Um Novo Fim | Mais Corre Mais Dinheiro
Um ano depois de divulgar ‘Sinopse’, o duo Um Novo Fim, formado por Coelho e Wez, apresenta videoclipe para a quentíssima faixa. O single, que já está disponível em todas as plataformas digitais, foi inspirada na marca streetwear que dá nome ao projeto e vem fazendo barulho na cena hip-hop e entre os jovens periféricos.

Mariana Volker | Hiperespaço
O Hiperespaço é uma dimensão alternativa mais rápida que a luz. É também o nome do single abre-alas do novo capítulo na carreira da cantora e compositora Mariana Volker após o sucesso de “Devagarinho” em parceria com Gilsons. A faixa narra um amor que atravessa dimensões, um amor distante porém magnético. Uma música romântica, solar, suingada e dançante.

Orquestra de Frevo do Babá | Traditio Frevo Olinda
Depois de mais de 25 anos fazendo a maior festa popular brasileira acontecer, Babá entrega, acompanhado de sua orquestra, o primeiro disco solo da carreira, ‘Traditio Frevo Olinda’. Registro, composto por 14 faixas, reúne a maioria dos hinos do carnaval olindense, desde os mais clássicos até aqueles que ocupam um “LADO B” da folia, sendo menos conhecidos e entoados pelos quatro cantos da cidade. Reverenciando a maior festa de todas as festas, o álbum tem as participações especiais de Siba, Fábio Trummer (Banda Eddie), Coral Jadiel Gomes, Maciel Salú, Alexandre Urêa (Academia da Berlinda e Banda Eddie), Lu Maciel e José Demonstenes.

Alexandre Nero | Nossa Senhora de Copacabana
A Copacabana que inspirou tantas bossas, poetas e canções, de luxo e de lixo, agora é personagem da crônica poética e musical de dois curitibanos. “Nossa Senhora de Copacabana”, canção composta por Alexandre Nero e Luiz Felipe Leprevost, é o primeiro single do álbum de inéditas de Alexandre Nero lança em abril, o primeiro em 11 anos (RISCO).

Duda Fortuna | Noite dos Abraços
Segundo álbum do cantor e compositor natural de Porto Alegre, o disco traz cinco singles lançados em 2021, além de seis produções inéditas. Ao todo são 11 faixas de arranjadores e produtores de universos diferentes, livres para aplicar suas linguagens musicais: Vini Cordeiro, Cau Netto, Marcelo Callado e Dazluz.

#cinema

Noitão Belas Artes | O Poderoso Chefão 50 anos
Sexta, 25, 23h30
R$ 40 e R$20
Para celebrar os 50 anos do lançamento de “O Poderoso Chefão”, que volta em cópia resmasterizada, este grande clássico de Francis Ford Coppola será exibido no Noitão do Petra Belas Artes, em maratona inteira dedicada a filmes de máfia. Programado para acontecer simultaneamente em duas salas, o Noitão terá “O Poderoso Chefão” na sessão de abertura, seguido de mais dois filmões. Na sala 1 a segunda sessão será com “Cães de Aluguel” (1992), de Quentin Tarantino, enquanto o público da sala 2 assistirá ao longa “Os Intocáveis” (1987), de Brian De Palma. Na terceira e última sessão, todos terão um incrível filme-surpresa, à altura das demais atrações.

Lamb
O filme de Valdimar Jóhannsson desafia o gênero terror com uma história original. Na trama, um casal que vive em uma fazenda remota na Islândia tem sua vida tranquila abalada por uma misteriosa bebê cordeira recém-nascida. Eles a criam como se fosse uma criança, mas logo enfrentam as consequências de desafiar a vontade da natureza. Estrelando Noomi Rpace, o longa chega dia 25, sexta-feira, ao MUBI.

Mães Paralelas
O novo filme de Pedro Almodóvar, com Penélope Cruz, Milena Smith e Israel Elejalde, chega ao Netflix. Nele, duas mulheres, Janis e Ana, coincidem em um quarto de hospital onde vão dar à luz. Ambas são solteiras e engravidaram por acidente. Janis, de meia-idade, não se arrepende e está exultante. A outra, Ana, uma adolescente, está assustada, arrependida e traumatizada. Janis tenta encorajá-la enquanto eles se movem como sonâmbulos pelos corredores do hospital. As poucas palavras que trocam nessas horas criarão um vínculo muito próximo entre os dois, que por acaso se desenvolve e complica, e muda suas vidas de maneira decisiva.

A Ilha de Bergman
Escrito e dirigido pela francesa Mia Hansen-Løve, o longa é uma declaração de amor ao cinema, em especial àquele de Ingmar Bergman, diretor sueco de filmes como “Cenas de um casamento” e “Morangos Silvestres”. O filme chega aos cinemas brasileiros nesta semana, com distribuição da Pandora Filmes. “A Ilha de Bergman”, que fez sua estreia em Cannes, e foi rodado na ilha de Fårö, no Mar Báltico, próxima à Suécia, onde Bergman se estabeleceu até sua morte em 2007, e que serviu de cenário para alguns de seus longas, como, “A hora do lobo”, “Vergonha” e “Persona”.

#séries

ELAS.LAB
“Eu sei que sou cientista desde pequena. Eu queria microscópio, kit de química. Eu queria desvendar o que está no meu entorno, na célula. Resolvi fazer biologia, e me encontrei”, conta Luciana Maria Silva, chefe do serviço de biologia celular da Funed e responsável por um exame genético para prognóstico precoce de câncer de ovário, no primeiro episódio da série documental, cuja primeira temporada estará disponível para acesso gratuito no Youtube a partir de 23 de fevereiro, com novos episódios nas quartas-feiras seguintes.

#visuais

Abdias Nascimento: um artista panamefricano
Museu de Arte de São Paulo
De 25 de fevereiro a 5 de junho de 2022
R$ 50 (entrada); R$ 25 (meia-entrada)
Com curadoria de Amanda Carneiro e Tomás Toledo, o Masp exibe exposição inserida no biênio dedicado às Histórias Brasileiras. São 62 pinturas que apresentam a faceta artística de Abdias Nascimento (1914-2011), intelectual, ativista político, dramaturgo, ator, escritor e diretor. A mostra enfatiza o repertório de ideias, cores e formas do movimento pan-africanista, com noções, fontes e imaginário ladino-amefricano — termo cunhado por Lélia Gonzalez (1935-1994), amiga e interlocutora política e intelectual do artista e formuladora do conceito de amefricanidade para se referir à experiência negra na América Latina.

"Abdias Nascimento: um artista panamefricano" abre no Masp

“Abdias Nascimento: um artista panamefricano” abre no Masp

#cênicas

Ensaio para o fim
Até 28 de fevereiro
Sessões diárias às 20h; Domingos às 18h e às 20h
Sympla
Em um país qualquer, em um tempo qualquer, uma guerra biológica toma conta do país. Vozes, delírios e sonhos premonitórios tomam conta das cabeças e corpos dessas personagens em um tempo dominado pelo horror. O general Macbeth e sua parceira de combate Banquo retornam da guerra. Malcom, a filha do Rei Duncan, retorna de uma viagem ao exterior pronta para a reconstrução da terra arrasada. Lady Macbeth, enquanto aguarda o retorno de seu companheiro, a partir do conhecimento destas vozes que prevêem uma possibilidade de futuro, ela mergulha em um delírio obsceno de grandeza que vai corromper as estruturas de poder. Porém, esse é o início de uma queda vertiginosa de um mundo que precisa morrer.

Coletivo Calcâneos apresenta CARMEN
Quarta e quinta, 23 e 24, às 20h
Entrada Gratuita
Abordagens políticas que refletem o ser humano, conectando afetos à arte e cultura: essa é a proposta do Coletivo Calcâneos, formado há 10 anos por 7 jovens potências nascidas, criadas e situadas na região leste de São Paulo.

Os Filhos
Teatro do Núcleo Experimental – Rua Barra Funda, 637
Até 6 de março
Sextas e sábados, às 21h e domingos, às 19h
R$ 20 (inteira) e 10 (meia)
Escritos na primeira pessoa, em tom confessional, por Zé Henrique de Paula e Anna Toledo, e interpretados pelos próprios autores, estes monólogos revelam microcosmos fascinantes e distintos, que surpreendem por tratar do mesmo tema – a relação com o pai – com tamanha riqueza de contrastes. Como se um fosse o negativo do outro, um relato revela o outro sob nova perspectiva e ilumina os pontos convergentes. “No fim, e principalmente nos tempos de isolamento em que vivemos, é sobre amor que estamos falando”, comentam os autores.

#literatura

A Liga das SuperFeministas, de Mirion Malle
Uma história em quadrinhos enérgica, bem humorada e feroz para pré-adolescentes – mas que certamente vai encantar pessoas de todas as idades. A cartunista Mirion Malle orienta os leitores através de alguns dos princípios centrais do feminismo e das temáticas midiáticas, incluindo consentimento, interseccionalidade, privilégio, imagem corporal, inclusão e muito mais. Mirion desmistifica todos estes temas em um diálogo espirituoso.

A Escória da Terra, de Arthur Koestler
Um relato autobiográfico que se tornou um clássico. Com sua narrativa poderosa, Arthur Koestler leva o leitor consigo pela França da Segunda Guerra Mundial e divide com ele cada pensamento deste aterrorizante período da História moderna. As observações perspicazes de Arthur Koestler do colapso da determinação francesa de resistir durante o verão de 1940 são uma ilustração do que acontece quando uma nação perde sua honra e orgulho.

#gastronomia

Janela do Manga
Soteropolitanos e turistas acabam de ganhar um novo local de destino em Salvador! A nova empreitada dos chefs Dante e Katrin Bassi nasce do desejo de criar uma conexão a mais com a rua e a atmosfera do Rio Vermelho, um dos bairros mais boêmios da cidade. O bar fica no andar térreo do Manga, integrando a rua através da abertura do janelão. “A ideia é que as pessoas comam ali mesmo, na calçada, aproveitando desde o fim da tarde até a noite”, conta Dante. No cardápio, petiscos, drinks e sobremesas com produtos frescos e a identidade criativa já conhecida do Manga. Entre as criações da dupla para a Janela estão o Ceviche com Coco, Ostras cruas, Croquete de Costela e o Lechon Kawai, uma versão dos chefs de uma tradicional receita filipina, onde a barriga de porco é cozida em salmoura, defumada e frita.

31 Restaurante
O restaurante do chef Raphael Vieira, dedicado aos produtos orgânicos e sazonais, chega para questionar o sistema alimentar como o conhecemos hoje. Para isso, aposta em um menu autoral e rotativo, criado diariamente a partir de ingredientes garimpados de pequenos produtores, e pensados para serem aproveitados em totalidade. Tudo isso, com cardápio variado e focado nos vegetais. Vale provar o menu degustação, mas também o a la carte, com pratos saborosos cheios de texturas. Destaque para o nhoque com creme de queijo e para as tortilhas crioulas com cogumelos no ponto.

Publicidade


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Canais Especiais Hypeness