Debate

Gravidez de MC Loma aos 19 anos reforça urgência por debate sobre educação sexual voltado para crianças e adolescentes

Redação Hypeness - 10/02/2022 às 12:22 | Atualizada em 10/02/2022 às 12:30

A cantora pernambucana Paloma Santos, a nossa querida e amada MC Loma, anunciou que está grávida. Aos 19 anos, ela confirmou a gestação em vídeo publicado na noite de quarta-feira (9), após boatos surgirem nas redes sociais e decidiu esclarecer a situação.

MC Loma anunciou gravidez após boatos sexistas sobre pai da criança

Antes da notícia, muitas pessoas acusaram MC Loma de estar grávida e não saber quem era o pai da criança. Para combater esse boato machista, a cantora de “Envolvimento” foi às redes sociais e tornou pública a gravidez:

“Eu estou grávida, gente, mas eu sei quem é o pai do meu filho. O pai já sabe, eu já até falei para ele. Eu sou uma pessoa solteira, não namoro, minha gente. Então, foi de um ‘ficante’ que eu ‘fiquei’ e eu engravidei. […] Foi um choque para mim no começo, mas fiquei feliz. Meu pai, minha mãe já sabem também”, disse Loma.

– MC Loma revela desmaio no sexo e idade da cantora vira detalhe em repercussão

Dona de diversos hits e com mais de sete milhões de seguidores nas redes sociais, MC Loma afirmou que uma criança não estava nos seus planos, mas reforçou que ficou feliz com a notícia

“Filho é bênção. Eu sempre quis ser mãe, não foi uma gravidez planejada. Vou ter um filho, vai ser o amor da minha vida”, declarou.

Gravidez precoce é problema de educação e saúde pública

Apesar de Loma já ter ultrapassado a maioridade, sua gravidez pode ser considerada precoce. Além disso, a falta de uso de métodos contraceptivos como a camisinha, anticoncepcional ou dispositivo intra-uterino em relações casuais é preocupante.

– MC Poze anuncia 3º filho com namorada de 17 anos e abre debate sobre gravidez precoce

A gravidez precoce é recorrente no Brasil, com mais de 19 mil crianças entre 10 e 14 anos ficando grávidas anualmente por falta de educação e por questões de saúde pública. O principal caminho para evitar a gestação indesejada é a educação sobre sexualidade e métodos contraceptivos, além, é claro, de um sistema de acolhimento na saúde pública pensado para isso.

Gravidez não planejada pode ocorrer por falha de métodos contraceptivos

O uso da camisinha, inclusive, tem entrado em queda em pessoas que nasceram depois de 1998. Um estudo de 2015 do Ministério da Saúde mostrou que 33,8% dos adolescentes entre 13 e 17 anos que já tinham começado sua vida sexual não usou camisinha na última transa.

Além disso, seis em cada 10 destes adolescentes não usaram preservativo em alguma relação sexual em 2016. A tendência é ainda maior para as próximas gerações, que não têm sido impactadas com campanhas de prevenção contra ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) da mesma forma que pessoas nascidas entre os anos 1990 e 2000.

“O acesso a informações é muito importante neste contexto, porque ajuda adolescentes a tomarem decisões informadas e responsáveis sobre seus corpos e suas vidas. Promove habilidades para a vida importantes, que trazem empoderamento, e ajuda as meninas mais jovens, principalmente, a reconhecerem sinais de violência”, alerta a representante do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil, Astrid Bant.

“Prevenir a gravidez precoce é essencial para cumprir a promessa da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, de não deixar ninguém para trás e de garantir que as meninas possam alcançar seu maior potencial e exercer seus direitos humanos”, explica.

Vale lembrar, contudo, que apesar do risco de falha de todos os métodos contraceptivos, prevenir e se proteger ainda é o melhor remédio. 

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness