Ciência

O caso raríssimo em que médicos descobriram pedras enormes na vagina de paciente

Vitor Paiva - 09/02/2022 às 10:32

Um caso raro espantou a comunidade médica recentemente, após médicos registrarem o caso de uma jovem paciente indonésia que procurou atendimento para contornar um quadro de infertilidade e conseguir engravidar. Outros sintomas relatados, porém, levaram a equipe a realizar uma série de exames, que revelaram a presença de duas pedras na vagina da jovem de 30 anos. As pedras encontradas foram descritas em registro como “sólidas e lisas” e “gigantes”, que permaneceram “silenciosas por muitos anos” no corpo da mulher.

-Após 20 anos, homem retira cálculo de 1,3 kg; “caso mais estranho da carreira”, diz médico

A formação das pedras na vagina se deu, segundo os registros, pelo acúmulo de urina em parte indevida: no caso relatado, o acúmulo se deu provavelmente pelo quadro de fístula ureterovaginal apresentado pela paciente, quando há uma abertura na comunicação entre a bexiga e a vagina, causando perda involuntária de urina. A mulher vivia com problemas na bexiga desde os 5 anos de idade, após um acidente de automóvel provocar uma ruptura no órgão, e o ferimento teria causado o quadro geral descoberto.

-Pantone cria gráfico de cores de xixi para você saber se está hidratado o suficiente

Além do local onde os cálculos vaginais foram encontradas, outro aspecto extraordinário do caso é o tamanho das formações: enquanto as mais comuns pedras nos rins ou na vesícula biliar medem entre 5 e 7 milímetros, as pedras vaginais da indonésia mediam 3,6 cm por 5 cm em um caso, e 5 cm por 5,8 cm em outro – eram, portanto, do tamanho aproximado de bolas de pingue-pongue, ocupando inteiramente uma palma de mão. Os exames de imagem revelaram uma pedra presa à parede da bexiga, e outra à parede do reto, e ambas foram retiradas em cirurgia.

-Homem que teve 6 grãos de feijão retirados de canal do pênis queria aumentar prazer

O caso foi publicado na revista científica Urology Case Reports, e relatou que a jovem apresentava menstruação irregular e dolorosa por toda sua vida, mas jamais procurou tratamento ou orientação médica. “A obstrução vaginal também causará problemas de qualidade sexual e infertilidade em uma mulher adulta”, diz o texto. Segundo os médicos, o acidente de trânsito em sua infância pode ter ferido outros órgãos reprodutivos, e explicar o quadro da paciente, que não foi identificada

Publicidade

© fotos: Urology Case Reports/Divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness