Viagem

O ritual de mergulho no gelo com temperatura de -50 graus na cidade mais fria do mundo

Vitor Paiva - 04/02/2022 às 15:54 | Atualizada em 08/02/2022 às 11:05

No papel, o dia de um morador da cidade russa de Yakutsk se inicia semelhante ao de todos nós: despertar, tomar café, e sair para fazer exercícios – o que mostra a youtuber Kiun B em um vídeo registrando a rotina matinal de alguns de seus vizinhos é, no entanto, um pouco diferente.

Localizada somente 450 km abaixo do Círculo Polar Ártico, a cidade é a mais fria de todo o planeta, alcançado temperaturas de até -71 °C, e a diferença nada discreta, está no fato de que alguns de seus conterrâneos têm o costume de mergulhar sem roupa nas águas congelantes da região como primeiro exercício da manhã, mesmo quando o frio se encontra próximo aos 50 graus abaixo de zero.

A temperatura de 50 graus negativos registrada em Yakutsk

A temperatura de 50 graus negativos registrada em Yakutsk

Nikolai

Nikolai e seu aluno abrindo o buraco para o mergulho do dia

-Lacútia: uma das regiões mais frias da Rússia é feita de diversidade étnica, neve e solidão

Apesar de estar somente em inglês, o vídeo não deixa sombra de dúvidas mesmo para quem não entender o que está sendo dito: Yakutsk é o ponto habitado mais frio da Terra, onde vivem mais de 300 mil pessoas habituadas ao clima extremo – e entre elas, além da Youtuber está Nikolai, um homem que há 50 anos de seus 60 anos de vida diariamente cava um buraco na neve, perfura a camada congelada de água, tira sua roupa e lentamente mergulha na piscina mais fria que se pode imaginar.

Segundo ele conta, o hábito começou quando ele ainda era uma criança frágil, franzina e que constantemente caia doente: depois de seguir a congelante recomendação de um professor e perceber sua saúde melhorar profundamente, ele nunca mais deixou de mergulhar no gelo.

-Tá calor? Mergulhe nas piscinas mais inusitadas (e maravilhosas!) do mundo

Antes de Nikolai mergulhar, um anúncio no vídeo lembra que ele é um profissional, pois a prática de mergulhar no gelo é extremamente perigosa e, sem conhecimento técnico e prático, pode causar choques, gangrenas, paradas cardíacas e mesmo ser letal.

O homem entra lentamente na água, e afirma que é preciso relaxar e sentir o incrível poder do gelo que, segundo ele, ativa o sistema imunológico e faz ele “sentir-se vivo”. Após o primeiro mergulho, ele parte para o que chama de “acupuntura”, que consiste em sair da água e, vestindo somente uma sunga, deitar e rolar na neve. “É isso que fazemos em Yakutsk quando está 50 graus negativo”, ele diz.

Nikolai

Nikolai no momento de “acupuntura” que ele pratica toda manhã

-Bebê recém-nascido abandonado em caixa de ovo em frio de -20ºC é resgatado na Sibéria

Apesar de sua resistência, ele fica somente poucos segundos sem chapéus, luva ou um sapato especial nos pés, que podem facilmente congelar. Assim que sai da água, Nikolai corre para se vestir, mas no vídeo se vê em seguida um de seus alunos repetindo o mesmo ritual. Hoje, Nikolai ajuda pessoas a tratarem de depressões, vícios e outros males do corpo e da cabeça através da prática que, para ele, aprimora a saúde física, mental e mesmo espiritual. Uma vez vestidos, os dois começam a se exercitar para geral calor, em mais uma manhã comum na cidade mais fria do mundo.

Publicidade

© fotos: YouTube/Reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness