Fotografia

Perfil reúne fatos históricos interessantes e pouco conhecidos; confira alguns dos melhores

Vitor Paiva - 14/02/2022 às 10:07 | Atualizada em 16/02/2022 às 10:45

A História enquanto ciência, registro e estudo da ação humana, não é composta somente dos grandes fatos de passados distantes, aqueles que todos são capazes de recitar, rememorar e reiterar: fatos históricos podem ter tamanhos, importâncias, naturezas e temas variados, e estão também acontecendo nesse momento. A pandemia, por exemplo, é seguramente um dos maiores e mais influentes acontecimentos em todos os tempos, e ainda está em progresso, mas outros, em menor escala e nem por isso menos importantes, também estão acontecendo, como milhões e milhões de partes singulares, exóticas e eventualmente menos conhecidas da história já aconteceram e nem todos nós sabemos – e ainda acontecerão.

Pois são essas partes menos notadas da história que o perfil “Amazing History”, no Instagram, busca compartilhar. Seja efetivamente revelando fatos pouco conhecidos, seja jogando luz em detalhes ou aspectos menos notados de acontecimentos célebres, o perfil se vale das mais incríveis imagens para ilustrar um pouco da infinita pluralidade que a história sempre e necessariamente possui. Assim, selecionamos 10 páginas “escondidas” da história postadas no perfil, para ajudar a ilustrar o quão incríveis, loucas, diversas, terríveis, improváveis, lindas, cruéis e fascinantes a vida, a humanidade, a natureza – a história – podem ser.

“O animal mais perigoso do mundo”

Um homem vendo a si mesmo como o "animal mais perigoso"

Um homem vendo a si mesmo como o “animal mais perigoso” no Zoológico do Bronx, em 1963

Em 1963, o Zoológico do Bronx, em Nova York, inaugurou uma jaula especial com uma placa que informava que ali se encontrava “o mais perigoso animal do mundo” – o único na natureza, segundo o aviso, “capaz de exterminar, e que já exterminou, espécies inteiras de animais” e que poderia acabar com “toda vida na terra”. Dentro da jaula, porém, havia somente um espelho.

-Zoológicos humanos foram um dos eventos mais vergonhosos e só terminaram nos anos 1950

Muhammad Ali salvando uma pessoa do suicídio

Ali lutou contra a Guerra do Vietnã, e a situação o comoveu especialmente

Ali lutou contra a Guerra do Vietnã, e a situação o comoveu especialmente

Em 9 de janeiro de 1981, o campeão de boxe Muhammad Ali, soube que, próximo à sua casa, um veterano da Guerra do Vietnã estava em vias de cometer suicídio. Em menos de 4 minutos, o maior lutador de todos os tempos foi até o local, convenceu o jovem a desistir de saltar, e fez questão de levar o rapaz pessoalmente até o hospital.

-‘Preto, confiante; meu nome, minha religião. Se acostumem comigo’, o adeus a Muhammad Ali

Aulas remotas por rádio nos anos 1930

Aulas remotas em Chicago nos anos 30

A foto mostra crianças em Chicago, mas o experimento aconteceu também em outras cidades

A atual pandemia não foi a primeira vez que crianças tiveram de estudar de forma remota, isoladas em casa para evitar o contágio de alguma doença infecciosa. A foto acima mostra o momento, em 1937, nos EUA, que o forte surto de poliomielite – à época uma doença sem cura nem vacina – levou ao estabelecimento de um grande programa de ensino por rádio, atendendo a mais de 315 mil crianças somente na região de Chicago, uma das mais afetadas pela epidemia.

Uma antiga garrafa de xarope de Coca-Cola

Garrafa de xarope de Coca-Cola

A garrafa com xarope facilitava a venda da bebida em pontos mais remotos

A foto acima mostra uma incrível – e imensa – garrafa de Coca-Cola comercializada em 1906, contendo o xarope da bebida. O rótulo orienta o preparo, com uma colher de cerca de 30 ml da mistura em um recipiente de cerca de 210 ml, a ser preenchido com água gaseificada e mexido para que a bebida fique pronta. A Coca-Cola foi inventada como um medicamento em 1885, pelo farmacêutico John Pemberton na cidade de Atlanta, nos EUA, e passou a ser vendida como bebida no ano seguinte.

O resgate dos sobreviventes do Titanic

sobreviventes do Titanic

Todos os sobreviventes do Titanic foram resgatados pelo navio Carpathia

Ainda que mais de 1500 pessoas tenham morrido no desastre do Titanic, cerca de 705 passageiros sobreviveram ao acidente, após o então maior barco do mundo atingir um iceberg em 15 de abril de 1912 e afundar. A foto acima mostra alguns desses sobreviventes embarcando no navio Carpathia – que devolveu os sobreviventes à terra firme de Nova York no dia 18.

-Ciência analisa garrafa com bilhete que pode ter sido lançada do Titanic

Uma multidão de soldados voltando da guerra

Queen Elizabeth

Em uma de suas viagens, o Queen Elizabeth bateu o recorde de maior população em uma embarcação, com 17 mil pessoas

O navio Queen Elizabeth trazendo de volta soldados estadunidenses em 1945, ao fim da segunda guerra mundial. A capacidade da embarcação era de até 15 mil pessoas, mas em algumas de suas viagens entre a Europa e os EUA à época da guerra ele teria carregado mais de 17 mil pessoas – a maior lotação de uma embarcação em todos os tempos. Ao longo da guerra o Queen Elizabeth transportou mais de 750 mil soldados e viajou cerca de 800 mil quilômetros ao todo.

Um homem que morreu com uma pedra em Pompéia

O esqueleto foi descoberto em 2018, e não se encontrava coberto de cinza, mas sim soterrado

O esqueleto foi descoberto em 2018, e não se encontrava coberto de cinza, mas sim soterrado

Um esqueleto descoberto praticamente intacto no sítio arqueológico de Pompéia em 2018 mostra um homem que morreu após a famosa erupção do vulcão Vesúvio, em agosto no ano de 79 antes da era comum – há mais de 2100 anos. Diferentemente dos outros tantos mortos já descobertos na região, porém, o homem não morreu soterrado pela lava fervente do vulcão, mas sim pelo impacto de uma imensa pedra lançada pela erupção enquanto tentava fugir.

-Herculano: a vizinha de Pompeia que sobreviveu ao vulcão Vesúvio

A pedra de Al Naslaa

Tanto o corte quanto o equilíbrio das partes permanece sem explicação

Tanto o corte quanto o equilíbrio das partes permanece sem explicação

Uma das mais incríveis e inexplicáveis formações rochosas conhecidas, a Al Naslaa é formada por uma pedra de 9 metros de altura e 7 de largura dividida ao meio em um corte perfeitamente vertical. As duas partes se equilibram cada uma em uma pequena base, e nem geólogos nem historiadores já chegaram a uma explicação do que aconteceu com a rocha, localizada a 50 km do oásis de Taima, no noroeste da Arábia Saudita.

Matando aula para ver os Beatles – e 50 anos depois

Foto de ringo starr

A primeira foto foi tirada por Ringo, mas só publicada cinco décadas depois

Em fevereiro de 1964, os EUA pararam por completo para receber e admirar a chegada daquela que se tornaria a maior banda de todos os tempos: os Beatles tomaram todas as atenções do país e, assim, do mundo. Um grupo de estudantes decidiu matar aula em Nova York para seguir a banda pela cidade – e, de dentro do carro, o baterista Ringo Starr fotografou os estudantes que os perseguiam. 50 anos depois, quando Ringo publicou a foto em um livro, os amigos se reuniram para repetir a imagem.

-Este é o ranking do ‘pior para o melhor’ com todas as 213 músicas dos Beatles

A casa mais antiga de Hamburgo

casa mais velha de Hamburgo

A casa foi demolida em 1910, mas a cidade de Hamburgo viria a ser bastante abalada durante a segunda guerra

Construída em 1524, essa casa na cidade alemã de Hamburgo permaneceu de pé por quase 400 anos. Sua demolição ocorreu somente no dia 8 de dezembro de 1910, diante de intensos protestos da população local, que lutavam pela preservação da construção – a cidade viria a ser intensamente bombardeada em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial. A foto acima foi tirada em 1898 e colorida posteriormente.

Publicidade

© fotos: Amazing History/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness