Inspiração

Pilota se tornou a mulher mais jovem a dar a volta ao mundo

Redação Hypeness - 24/02/2022 às 15:51 | Atualizada em 04/03/2022 às 09:35

Uma pilota de 19 anos acaba de se tornar a mulher mais jovem a dar a volta ao mundo. Ao completar o trajeto com sucesso, Zara Rutherford não só quebrou o recorde mundial do Guinness Book, mas também por reduzir a diferença de gênero entre o atual recordista masculino mais jovem Travis Ludlow, 18 na época de seu recorde, e a ex recordista feminina Shaesta Waez, que tinha 30 anos quando completou seu voo ao redor do mundo.

Zara começou sua jornada de ultraleve na Bélgica, em 18 de agosto, e seguiu para o oeste passando por 41 países em cinco continentes. Em 20 de janeiro, 155 dias depois, ela desembarcou em Wevelgem, na Bélgica.

A jornada da jovem foi bem-sucedida, mas não saiu exatamente como o planejado. Embora ela e sua aeronave estivessem bem preparadas para completar sua missão e bater o recorde, houve alguns desafios e contratempos que fizeram com que sua jornada demorasse dois meses a mais do que o planejado.

Ao todo, ela percorreu 51 mil quilômetros, voou 260 horas e teve 71 decolagens e pousos. Zara usava um traje de sobrevivência e carregava um pára-quedas, um localizador pessoal e um bote salva-vidas para emergências.

Ao longo do caminho, ela encontrou o calor do deserto, ventos fortes, tempestades, tufões, incêndios florestais na Califórnia, neblina, neve e temperaturas congelantes – como no momento em que ficou presa em Magadan, na Rússia.

“A parte mais difícil foi voar sobre a Sibéria. Estava extremamente frio e se o motor parasse, eu estaria a horas do resgate”, disse ela durante uma entrevista coletiva. “Não tenho certeza se teria sobrevivido.”

Zara Rutherford se torna a mulher mais jovem a dar a volta ao mundo

Zara Rutherford se torna a mulher mais jovem a dar a volta ao mundo

Durante o roteiro, algumas vezes seus rádios não se conectavam a nenhum controlador por longos períodos por causa da curvatura da Terra. Outras vezes, ela buscava e recebia orientações de pilotos de companhias aéreas comerciais.

Como parte de sua jornada, Rutherford parou no Boeing Field em Seattle, que fica ao lado do Museum of Flight. O porta-voz do museu, Ted Huetter, trabalhou com sua equipe de apoio na Inglaterra para organizar a parada e mostrou a Rutherford o avião tipo Lockheed Electra, que Amelia Earhart usou para sua viagem pelo mundo.

“Estamos muito orgulhosos da conquista da Zara”, disse Sara Fisher, Diretora Executiva do International Women’s Air & Space Museum, ao TPG. “Ela está seguindo os passos de mulheres pioneiras como Amelia Earhart e Jerrie Mock, que se tornou a primeira mulher a voar ao redor do mundo há quase 60 anos. A Zara é realmente uma inspiração.”

Além de quebrar recordes mundiais, durante sua jornada Rutherford arrecadou fundos para Girls Who Code e ajudou a aumentar a conscientização sobre o papel de meninas e mulheres na aviação e nos estudos das áreas de ciências e tecnologia.

-Depois de uma vida sonhando ser astronauta ela se tornará a pessoa mais velha a viajar ao espaço

Junto com Amelia Earhart, Rutherford se inspira ainda em Bessie Coleman, a primeira afro-americana e nativa americana a ter uma licença de piloto; Valentina Tereshkova, a astronauta russa que foi a primeira mulher a ir ao espaço; e Lillian Bland, que projetou, construiu e voou em seu próprio avião em 1910.

-A maravilhosa alagoana de 117 anos que está desafiando o Guinness com sua idade

Publicidade

Fotos: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness