Debate

A história da estrada que ajudou a acabar com a segregação nos EUA

Redação Hypeness - 15/03/2022 às 10:24 | Atualizada em 17/03/2022 às 10:15

A Rota 40 é menos famosa na cultura pop do que a Rota 66, mas sua importância histórica é extrema para os Estados Unidos da América. A estrada que liga Nova Jersey ao estado de Utah tem 3 mil quilômetros de extensão, mas foi um curto trecho, que ligava Nova York a Baltimore, que carrega boa parte dessa história que causou incidentes diplomáticos e protestos nos EUA.

Em 1961, os EUA ainda viviam com a segregação racial. E uma série de embaixadores de países africanos começaram a sofrer com o regime racista estadunidense.

Estrada nos EUA foi palco de conflitos diplomáticos e motivou manifestações contra o racismo nos anos 60

O embaixador do Chade fazia uma viagem de carro entre Nova York e Washington. Ele parou com sua comitiva para tentar comer em um lugar. O atendente disse que não atenderia um homem negro e foi extremamente racista com o diplomata, que ficou profundamente ofendido. A discussão acabou se tornando um incidente diplomático depois de outros embaixadores relatarem questões parecidas.

O presidente Kennedy fez um pedido à sua equipe para que orientasse os embaixadores ao invés de resolver a questão. “Peça para os diplomatas africanos para que não passem na Rota 40. É um inferno de estrada. Pede para eles que voem e que não dirijam. É o melhor a se fazer”, disse JFK a um assessor na época.

Com o incidente, os donos de lojas racistas passaram a aceitar embaixadores depois de novas denúncias diplomáticas, mas ainda mantinham a segregação para negros estadunidenses. Os restaurantes começaram a ser alvos da imprensa e até de pegadinhas.

Alguns jornalistas negros se vestiram com roupas extravagantes e fingiram ser embaixadores de um país africano que não existia e foram atendidos. Depois que a matéria foi publicada em um jornal, eles foram ameaçados de morte por racistas dos EUA. A questão era: por que os próprios americanos não poderiam comer nos lugares onde outros negros se alimentavam? Protestos foram registrados na região em meio a todo o calor dos movimentos pelos direitos civis no país.

A rota ficou marcada pela pressão política e depois que as leis de segregação racial foram derrubadas, muitos dos restaurantes por ali faliram. Hoje, a Rota 40 é cheia de restaurantes de negros, imigrantes caribenhos e outras minorias sociais nos EUA.

Publicidade

Fotos: Creative Commons


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness