Inovação

Adidas apresenta tênis com sola produzida por impressão 3D

Redação Hypeness - 08/03/2022 às 10:22 | Atualizada em 08/03/2022 às 11:30

A Adidas acaba de anunciar um novo tênis de corrida cheio de tecnologia. O chamado 4DFWD já nasce com uma entressola impressa em 3D que dá um empurrãozinho para frente cada vez que seu pé toca o chão.

Esta sola tecnológica fabricada pela Carbon é como uma treliça arejada perfurada por orifícios em forma de gravata borboleta. Quando comprimido, seu movimento de esmagamento faz com que seu pé avance em comparação com a posição da sola no chão. As entressolas convencionais, por outro lado, apenas comprimem para baixo para que seu pé bata com mais força contra a frente do sapato.

Adidas apresenta tênis com sola produzida por impressão 3D

Adidas apresenta tênis com sola produzida por impressão 3D

O futuro 3D

Adidas e Carbon dizem que a entressola redesenhada – a parte do sapato que fica logo acima do piso emborrachado – reduz a força de frenagem empurrando a frente do pé em 15% em comparação com um sapato comum.

—M&M’s fecha parceria com Adidas e o resultado são tênis incríveis

“Identificamos uma entressola de treliça perfeita projetada para comprimir para frente sob carga e contrariar forças mecânicas, proporcionando uma sensação de deslizamento única para nossos corredores”, disse Sam Handy, vice-presidente de design de tênis de corrida da Adidas, em comunicado.

O novo design do tênis ilustra as mudanças radicais na fabricação possibilitadas pela impressão 3D. Ao construir produtos camada por camada, é possível pensar em projetos que seriam impossíveis com fundição, moldagem, extrusão ou usinagem convencionais. Embora a impressão 3D tenha começado comercialmente criando protótipos, a técnica está sendo cada vez mais usada para produção de itens do dia a dia.

Uma pesquisa recente com 1.900 empresas 3D descobriu que 52% estão usando impressão 3D para fabricar produtos, não apenas protótipos, de acordo com a Sculpteo, uma subsidiária de impressão 3D da gigante química alemã BASF. Os principais usos da impressão 3D estão criando formas complexas e “personalização em massa”, a capacidade de fabricar produtos que são ajustados digitalmente para indivíduos.

Os maiores desafios para a impressão 3D, também chamada de manufatura aditiva, são a consistência de uma produção para outra, a quantidade de pós-processamento necessária antes que os itens impressos possam ser usados ​​e o custo das matérias-primas que as impressoras usam, segundo a pesquisa.

O novo design do tênis ilustra as mudanças radicais na fabricação possibilitadas pela impressão 3D

O processo de fabricação da Carbon, chamado Digital Light Synthesis, é diferente da maioria das impressões 3D. Ele emite luz ultravioleta cuidadosamente direcionada para cima em uma fina poça de resina líquida que se solidifica na luz. À medida que o produto toma forma, ele é gradualmente levantado e a nova resina solidifica abaixo continuamente. O resultado é um material mais consistente e igualmente forte em todas as direções, diz a empresa.

As impressoras 3D ganharam nova atenção durante a pandemia de coronavírus, quando empresas e residências as consideraram úteis para produzir equipamentos de proteção individual, como máscaras de proteção facial.

O tênis reduz a força de frenagem empurrando a frente do pé em 15% em comparação com um sapato comum

A Adidas e a Carbon avaliaram 5 milhões de possíveis estruturas de treliça antes de se decidirem pelo padrão para o 4WFWD. Eles testaram o design com corredores reais na Universidade de Calgary e na Universidade do Arizona.

Os sapatos já chegaram às lojas e saem por R$ 1299,99.

—Peças de terracota feitas com impressão 3D irão salvar barreira de corais em Hong Kong

Publicidade

Fotos: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness