Ciência

Animais extintos há milhões de anos. Artista retrata como seriam hoje

Vitor Paiva - 21/03/2022 às 10:09 | Atualizada em 22/03/2022 às 17:58

Como seria a aparência de animais extintos há milhões de anos se eles existissem hoje? É isso que nos responde o trabalho do artista gráfico e ilustrador conhecido como Paleorex: fazer o pré-histórico viver novamente, ou ao menos na tela e em suas criações. Especializado no que chama de “paleoarte”, ou a arte de representar criaturas pré-históricas, o artista busca uma forma de conexão imediata e poderosa a partir dos dias de hoje com a mais profunda história da vida na Terra. “Meu objetivo é recriar criaturas há muito desaparecidas como se fossem animais vivendo entre nós nos tempos atuais”, ele diz, em seu perfil no Instagram.

Pyroraptor

Pyroraptor

Triceratops

Triceratops

Se a inteligência artificial e os melhores computadores são hoje capazes de recriar com grande precisão a real feição e a aparência de figuras históricas, utilizando dados paleontológicos e registros concretos, para além da literatura e de nossa imaginação, porque não voltar mais e mais no tempo, para recriar personagens realmente ancestrais? Como os dinossauros, por exemplo: hoje sabemos que a representação geral de lagartos gigantescos e assustadores é simplória, e que esses animais ancestrais eram bem mais complexos, interessantes – e coloridos – do que sugerem tais representações.

– Veja fotos de 15 animais que foram extintos nos últimos 250 anos

-‘Patossauro’: Encontraram um fóssil de dinossauro de 70 milhões de anos que mais parecia um pato

Pois esse é o ponto de partida do trabalho do artista gráfico e ilustrador conhecido como Paleorex: fazer o pré-histórico viver novamente, ou ao menos na tela e em suas criações. Especializado no que chama de “paleoarte”, ou a arte de representar criaturas pré-históricas, o artista busca uma forma de conexão imediata e poderosa a partir dos dias de hoje com a mais profunda história da vida na Terra. “Meu objetivo é recriar criaturas há muito desaparecidas como se fossem animais vivendo entre nós nos tempos atuais”, ele diz, em seu perfil no Instagram.

Pachycephalosaurus

Pachycephalosaurus

Psittacosaurus

Psittacosaurus

-Meteoro pode não ter sido único causador da extinção dos dinossauros

Especialistas cada vez mais confirmam que muitos dinossauros, por exemplo, traziam o corpo coberto de penas, e ainda apresentavam outras semelhanças indicando parentescos com os pássaros atuais – como bicos, além de penugens e estampas coloridas, desmentindo a noção esverdeada e sombria que se tinha de tais animais ancestrais. Esses são alguns dos elementos que o artista utiliza para atualizar a imagem dos dinossauros – e aproximá-los do conhecimento que temos hoje, através das tecnologias mais avançadas. Um bom exemplo é o velociraptor, que costumávamos pensar como a imagem de um lagarto assassino, mas que mais se parece, segundo estudos recentes, com um imenso e colorido pássaro.

Velociraptor

Velociraptor

Guanlong

Guanlong

Dorygnathus

Dorygnathus

-Conheça o Dynamoterror Dynastes, recém descoberto parente do T-Rex

O instinto assassino, porém, segue sendo um elemento correto para se retratar boa parte desses animais, que, na maioria dos casos, não amenizam o aspecto ameaçador com suas penas e cores. Alguns dos dinossauros recriados por Paleorex viveram “ontem” historicamente, há “somente” 10 mil anos, mas outros andaram pela terra há 40, 50, 70, até 100 milhões de anos – todos, porém, são parentes, próximos ou distantes, de animais contemporâneos, e revelam traços e aspectos reconhecíveis, revelados e sublinhados pelo trabalho do artista.

Chilotherium

Chilotherium

Barbourofelis

Barbourofelis

Bambiraptor

Bambiraptor

Publicidade

© artes: Paleorex


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness