Diversidade

Cadeirante, Thais Lopes realiza sonho de fazer rapel em cartão postal do ES: ‘A gente acaba encorajando outras pessoas’

Yuri Ferreira - 17/03/2022 às 17:00 | Atualizada em 04/04/2022 às 11:13

A vista do Morro do Moreno, em Vila Velha, no Espírito Santo, é um dos grandes pontos turísticos da região da Grande Vitória. E a prática de rapel no morro se tornou extremamente comum nos últimos anos. Thais Lopes, de 28 anos, sempre teve o sonho de descer as montanhas pelas cordas, mas nunca tinha encontrado uma oportunidade. Até agora.

– Empresa americana celebra voo em gravidade zero de 1ª equipe de pessoas com deficiência

Cadeirante fazendo rapel em cadeira de rodas

Thais Lopes faz rapel no Morro do Moreno e realiza sonho da adolescência

Realizando um sonho

Thais Lopes concedeu entrevista ao Hypeness e contou que desde muito jovem tinha o desejo de fazer a prática. “Essa vontade surgiu na minha adolescência, só que nunca consegui fazer”, explicou. De acordo com Thais, a correria sempre foi uma dificuldade para realizar o sonho.

– 8 influencers com deficiência para você conhecer e seguir

Mãe de uma menina de 10 anos, Thais ficou paraplégica depois de um cirurgia de retirada de medula. Desde então, ela segue uma vida agitada e repleta de atividades físicas. Hoje, a jovem de 28 anos compete nacionalmente no Parajiu-jitsu, modalidade da luta marcial para pessoas com deficiência.

“O jiu-jitsu entrou na minha vida ainda no início de uma nova fase. Foi através de um convite de um amigo que também é cadeirante. A princípio eu não aceitei por medo de me machucar, mas esse amigo me venceu no cansaço da insistência”, brincou. “Ele ficou no meu pé durante seis meses, me motivado a ir conhecer o jiu-jitsu, e desde do primeiro dia que fui nunca mais parei”, relatou Thais ao Hypeness.

– Tapete prático garante praia acessível para cadeirantes

Foi inclusive com o apoio dos colegas do Parajiu-jitsu que ela conseguiu descer o paredão do Morro do Moreno, no Espírito Santo. “Tudo começou quando eu vi uma publicação no Instagram de uma moça que também é cadeirante.  No mesmo momento que eu vi a publicação, entrei em contato com a empresa que presta o serviço”, disse.

Thais Lopes

Thais Lopes é cadeirante, mãe solo e atleta de Parajiu-jitsu; ela começou na modalidade há pouco tempo mas já compete por medalhas

Thais mais uma vez contou com a companhia dos amigos, que a acompanharam para o rapel. Pronto, um sonho sonho da adolescência da hoje mulher de quase 30 anos foi realizado. “Poder fazer o rapel foi um desejo de dever comprido. Foi um momento único de liberdade”, contou Thais Lopes.

Morro do Moreno 

Vista panorâmica de Vitória a partir do Morro do Moreno

O Morro do Moreno é um dos principais destinos turísticos de Vila Velha e da Grande Vitória. Sua vista de 184 metros de altitude permite apreciar as belezas da Baía de Vitória, da Praia da Costa e do Convento da Penha, cartão postal do estado. E foi palco da estreia em grande estilo da capixaba do município da Serra no local. “Foi a primeira vez no Morro do Moreno, só conhecia a vista através de imagens. É uma vista muito perfeita”, disse.

– Capacitismo: este vídeo explica porque tratamos pessoas com deficiência da forma errada

Thais Lopes foi inspirada por Fabi, outra mulher cadeirante que fez o rapel no local. E agora, ela deseja inspirar outras pessoas – inclusive sem deficiência – a embarcarem na aventura dos esportes radicais.

“No meu ponto de vista, a gente acaba encorajando outras pessoas, até mesmo sem deficiência”, completou ao Hypeness.

Publicidade

Fotos: fotos 1: Reprodução/Instagram/@thaislopes_2019/foto 2: Reprodução/Instagram/@thaislopes_2019/foto 3: Wikipédia


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness.

Canais Especiais Hypeness