Ciência

Nasa supera a marca de 5 mil ‘mundos’ descobertos fora do Sistema Solar

Vitor Paiva - 29/03/2022 às 08:44 | Atualizada em 01/04/2022 às 10:25

A NASA confirmou recentemente que o número de exoplanetas descobertos pelos telescópios da agência espacial estadunidense ultrapassou a marca de 5.000 “mundos” encontrados fora do Sistema Solar. O ponto histórico foi superado no último dia 21 de março, após uma nova “leva” de 65 planetas incluídos no Arquivo de Exoplanetas da NASA, que registra as descobertas já devidamente confirmadas através de diferentes métodos de detecção e análise, publicadas e revistas por pares. Estima-se que existam centenas de bilhões de planetas dos mais variados tamanhos e das mais diversas naturezas em nossa galáxia.

O exoplanete Kepler-1649c, semelhante à Terra em tamanho e temperatura, em representação artística

O exoplaneta Kepler-1649c, semelhante à Terra em tamanho e temperatura, em representação

-NASA divulga mapa com 4 mil exoplanetas e mostra que somos minúsculos

“Até pouco tempo nós vivíamos em um universo com somente um pequeno número de planetas conhecidos, todos orbitando ao redor do nosso Sol, mas um novo lote de descobertas marca um novo ponto alto científico: mais de 5.000 planetas tiveram suas existências confirmadas para além do nosso Sistema Solar”, diz o comunicado da NASA. “Não é somente um número”, afirmou Jessie Christiansen, líder do arquivo e das pesquisas com o tema no Instituto de Ciência de Exoplanetas da NASA, no Caltech em Pasadena, na Califórnia. “Cada um representa um novo mundo, um planeta novo. Eu fico animada com cada um porque não sabemos nada sobre eles”, afirmou a cientista.

Arte mostrando o K2-33b, um dos mais jovens exoplanetas já descobertos

Arte mostrando o K2-33b, um dos mais jovens exoplanetas já descobertos

-Astrônomos podem ter localizado o primeiro exoplaneta conhecido em outra galáxia

Segundo o comunicado, na lista se encontram planetas de todo tipo, entre pequenos e rochosos como a Terra, gigantes gasosos diversas vezes maiores que Júpiter, alguns conhecidos como “Júpiter quentes”, encontrados em órbitas especialmente próximas às suas estrelas, e ainda os chamados “super-Terras”, planetas rochosos muito maiores que o nosso, e “mini-Netunos”, com formação semelhante ao oitavo planeta do Sistema Solar, mas em tamanho menor. A lista de 5.005 exoplanetas confirmados da agência especial dos EUA ainda inclui descobertas “exóticas”, como planetas que orbitam simultaneamente duas estrelas, e outros que rodeiam os restos de estrelas mortas.

O satélite TESS, lançado em 2018 especialmente para descobrir "mundo" pelo espaço

O satélite TESS, lançado em 2018 especialmente para descobrir “mundos” pelo espaço

-Estagiário de 17 anos da Nasa descobre novo planeta e faz história

O número também representa uma importante confirmação para um trabalho de 30 anos por parte dos cientistas da NASA utilizado a tecnologia dos telescópios: os primeiros exoplanetas foram descobertos em janeiro de 1992, quando dois “objetos cósmicos” foram identificados fora do Sistema Solar, como “novos e estranhos mundos orbitando uma estrela ainda mais estranha”. De acordo com o comunicado, era uma estrela de nêutron conhecida como Pulsar, um tipo de “cadáver estelar” que gira rapidamente e pulsa em rajadas de milissegundos emitindo uma “radiação abrasadora”. A descoberta de um planeta em sua órbita à época foi confirmada através da medição de mudanças no tempo dos pulsos de tais emissões, revelando aos cientistas a presença do objeto ao redor.

Representação do exoplaneta GJ 436b, onde a temperatura chega a 526 graus

Representação do exoplaneta GJ 436b, onde a temperatura chega a 526 graus celsius

Publicidade

© artes: NASA


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness