Ciência

Sarcófago de chumbo do século 14 é o mais conservado já encontrado na Catedral de Notre-Dame

Redação Hypeness - 22/03/2022 às 10:29

Vários túmulos antigos, incluindo um sarcófago de chumbo do século 14, foram encontrados sob o piso da Catedral de Notre-Dame. A descoberta chega cheia de revelações sobre a história deste famoso marco de Paris. As escavações dentro da igreja foram feitas para antecipar a reconstrução da torre da igreja, que desabou durante o incêndio de 2019.

Uma equipe de arqueólogos esteve presente para garantir que a estrutura histórica não fosse danificada durante a pesquisa. “O piso da travessia do transepto revelou vestígios de notável qualidade científica”, disse Roselyne Bachelot, ministra da Cultura da França, em comunicado.

Sarcófago de chumbo do século 14 é o mais conservado já encontrado na Catedral de Notre-Dame

Sarcófago de chumbo do século 14 é o mais conservado já encontrado na Catedral de Notre-Dame

O ministério da cultura francês informou que os túmulos e o sarcófago foram encontrados abaixo de uma camada do piso da igreja que data do século XVIII. A primeira fundação foi lançada em 1163 pelo Papa Alexandre III, e a estrutura gótica original foi construída no século seguinte.

O sarcófago é feito de chumbo e provavelmente contém o corpo de um importante membro da igreja, que deve remontar ao século XIV. O ministério informou que estava em condições bastante boas, embora tivesse sido amassado e ligeiramente deformado por estar embaixo do pesado piso da igreja por séculos.

—Mulher que viveu há 14 mil anos teve restos mortais encontrados em caverna

Pesquisadores inseriram recentemente uma pequena câmera dentro do sarcófago na tentativa de avaliar o estado de seu conteúdo, mas não conseguiram identificar o corpo sepultado.

“Você pode vislumbrar pedaços de tecido, cabelo e, acima de tudo, um travesseiro de folhas no topo da cabeça, um fenômeno bem conhecido quando os líderes religiosos eram enterrados”, disse Christophe Besnier, especialista do Instituto Nacional de Arqueologia da França, à Reuters. “O fato de essas plantas ainda estarem lá indica que o conteúdo foi muito bem preservado.”

Outra descoberta significativa foi uma abertura abaixo do piso da catedral. A abertura provavelmente foi feita por volta de 1230, quando a catedral gótica estava em construção. Dentro dela havia fragmentos de uma tela de coro – uma divisória ornamentada que separava o altar da nave – datada do século XIII que havia sido destruída no início do século XVIII. Um pequeno tesouro de esculturas esculpidas, muitas delas ainda com vestígios de tinta, foi encontrado nas proximidades e acredita-se que tenha decorado a tela.

Em 15 de abril de 2019, Notre-Dame pegou fogo enquanto milhares de pessoas atordoadas assistiam. As chamas correram ao longo de seu telhado de madeira, consumindo a frágil torre e cobrindo os céus da cidade com fumaça. Os bombeiros salvaram a estrutura, incluindo suas duas torres icônicas, mas dois terços do telhado foram destruídos.

“Este é o lugar onde vivemos todos os nossos grandes momentos, o epicentro de nossas vidas”, disse o presidente Macron em um discurso depois que o incêndio foi extinto. “É a catedral de todos os franceses.”

O projeto de restauração da catedral recebeu inúmeras doações totalizando quase US$ 1 bilhão, de acordo com a organização de caridade Friends of Notre-Dame de Paris. Considerando as descobertas, o Ministério da Cultura estendeu o período de escavação até 24 de março, quando reconstrução da estrutura. A catedral deve reabrir, completa com uma nova torre e telhado, em 2024.

—Egito anuncia descoberta de 59 sarcófagos de mais de 2,5 mil anos; veja imagens

Publicidade

Fotos: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness