Diversidade

Supermercados devem ter pessoas capacitadas para atender PCDs no Rio de Janeiro, decide lei

Roanna Azevedo - 29/03/2022 às 08:46 | Atualizada em 01/04/2022 às 10:25

Foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) uma lei que obriga os supermercados da cidade a terem funcionários para atender pessoas com deficiência. A determinação é de autoria da deputada Martha Rocha (PDT) e foi publicada no Diário Oficial do último dia 7.

Natura quer capacitar consultoras para identificar e combater relacionamentos abusivos

O Projeto de Lei 55/19 é válido para supermercados, hipermercados e micromercados que empreguem a partir de 6 pessoas. Os funcionários devem ser capacitados para auxiliar PCDs a se moverem dentro do estabelecimento, colocarem produtos no carrinho de compras e localizarem mercadorias na prateleira. Eles também deverão estar aptos a ler preços, datas de validade e qualquer outro dado caso seja necessário.

Influenciador PcD fala sobre autoamor e ressalta que inclusão vai além de ‘rampa de acessibilidade’

Pessoas com deficiência podem pedir pelo auxílio no balcão de informações do supermercado. Se esse setor não existir, basta procurarem por algum funcionário do estabelecimento.

Em caso de descumprimento da lei, as lojas serão multadas de acordo com as diretrizes do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Capacitismo: o que é e como afeta pessoas com deficiência

Publicidade

Foto: Pixabay/Pexels


Roanna Azevedo
Diretamente da zona norte do Rio, é jornalista por profissão e curiosa por conta própria. Ama escrever sobre cinema e o universo do entretenimento há mais de dois anos. Tem paixão por tudo que envolve cultura, música, arte e comportamento, além de ficar sempre ligada no que rola no mundinho da comunicação nas redes sociais.

Canais Especiais Hypeness