Arte

Baco Exu do Blues, Rael, MC Soffia e 29 dicas culturais na Agenda Hypeness da semana

Gabriela Rassy - 27/04/2022 às 15:33 | Atualizada em 28/04/2022 às 10:18

Semana de descansinho da beleza delas nesse pós Carnabril, que foi animado, mas com boas doses de arte e cultura. Chegando junto na Agenda Hypeness da semana temos o CANVAS Audiovisuais com uma mistura de imagem e som nas apresentações de VJ Spetto com Craca Beat, VJ Lê Pantoja com Saskia, além do duo de eletrofunk CHINELADAAA.

No presencial, destaque para a roda do Samba de Dandara no CCSP, a festa Farofa da GTreme com o puro creme do brega no Mundo Pensante, além dos shows de Rael no Blue Note e de MC Sofia na Casa Natura.

No cinema do CCBB, continua a Mostra Ecos de 1922 com uma sequência porradona de filmes, e no teatro tem estreia do 9º Festival Internacional de Teatro de Sombras e dos espetáculos “A Última Sessão de Freud” e “Nossa vida não vale um Chevrolet”, o premiado texto de Mário Bortolotto. Vale aproveitar ainda a nova edição da Sessão Vitrine, com uma seleção de longas inéditos com ingressos a R$ 15 e R$ 7,50.

Nos lançamentos musicais, a parceria entre Felipe Cordeiro e Chico César, “De amor, amor”; a faixa “Gotham é aqui”, do rapper Baco Exu do Blues; e o EP póstumo de Sabotage, “Originais Demo (2002)”.

Vem na minha!

#eventos

CANVAS Audiovisuais
Galpão CRU – Barra Funda/SP
30/04 e 01/05, sábado e domingo,
R$ 40 antecipado e R$ 60 na porta
O festival de arte e tecnologia CANVAS Audiovisuais amplifica a experiência do audiovisual expandido através de performances com imagem e som gerados em tempo real. Entre as atrações estão FAVELOST, projeto de Fausto Fawcett e Jarbas Agnelli, os mashups entre o VJ Spetto com Craca Beat e a VJ Lê Pantoja com Saskia, além da instalação artística de Matheus Leston (Orquestra Vermelha, Moiré, Menos e Ré). Para fechar a programação, o duo de eletrofunk CHINELADAAA (DJ Will Robson e MC Pedro Guimarães) trazem um remix das melhores músicas e imagens produzidas por eles nos últimos anos.

Feira Pocket Pixel Show
Cine Petra Belas Artes, SP
Domingo, 1º de maio, das 10h às 17h
Entrada gratuita
Em sua segunda edição, a feira retorna ao espaço após o sucesso da estreia, em 2021. Durante todo o dia, 30 empreendedores criativos vão expor seus trabalhos, entre artes gráficas, peças de vestuário, acessórios e itens de decoração. Os expositores representam uma fração do universo do Movimento Maker, e vão oferecer ao público a possibilidade de adquirir peças exclusivas, de marcas autorais. Dentre os destaques está a Live Art apresentada por Lia Fênix, ilustradora, artista plástica e grafiteira; Ludmilla Anjos, especialista em arte ornamental; e Crica Monteiro, grafiteira e ilustradora, ambas convidadas pela POSCA. As artistas produzirão obras de arte ao vivo para o público presente. Vai rolar ainda o Flash Day, com 10 tatuadores dos estúdios We Tattoo e Sampa Tattoo, com tatuagens a partir de R$ 150.

#shows&festas

Samba de Dandara
Centro Cultural São Paulo (CCSP)
28, quinta-feira, às 19h
Grátis
Prestes a completar dez anos de trajetória, o Samba de Dandara, roda composta apenas por mulheres, apresenta ao público pela primeira vez o show de seu álbum de estreia, homônimo. “Acontece que a Amélia e Emília não existem mais”, verso de “Para Amélia e Emília” (Maira Ranzeiro), marca o início do espetáculo, com a proposta central de extinguir a imagem da mulher submissa, por tanto tempo alimentada e difundida no universo do samba.

Dia Internacional do Jazz
Barletta
28 a 30/4, das 20h às 23h
Não é cobrado couvert
Restaurante de comida italiana clássica Barletta celebra o estilo que nasceu há mais de um século e ainda hoje encanta com seu swing e canções cheias de improviso, a casa montou uma programação com três dias de apresentação. As homenagens ao Dia Internacional do Jazz acontecem dia 28/04 (quinta-feira), com Ricardo Baldacci Trio, já conhecido do Barletta; 29/04 (sexta-feira), com Bina Coquet, um dos maiores violonistas da atualidade, e 30/04, com a cantora paulistana Giu Nogueira.

Gaê
Castro Burger
Quinta, 28, 20h
Entrada gratuita
Produtor cultural à frente do “Nossa Terra Tem Janelas” apresenta as canções de seu álbum recém-lançado, “Nossa Terra Tem Janelas”.

Farofa da GTreme
Mundo Pensante
Sexta, 29, 21h
R$ 25 a R$ 35
A dupla de milhões, os brega influencers Ricardo Madruga e Dj Tide promovem a melhor versão da festa mais viralizada do Brasil. Com vocês, a Farofa da Gtreme, por Je Treme Mon Amour. No palco, amigos e artistas de peso que marcaram presença nas festas promovidas pela dupla nos últimos anos. O evento conta com o show do paraense Felipe Cordeiro com o seu Pop Tropical, a apresentação do misterioso Silver Sax Guy com um repertório pra lá de sensual e a discotecagem do mestre por trás das batidas eletrizantes da espetacular Gang do Eletro, o DJ e produtor paraense Waldo Squash. Completando a noite, os djs residentes Madruga, Tide e a convidada Becca Incenciária tocam fogo no parquinho ao som de muita bregadeira, piseiro, arrocha, lambadão, brega funk e todo o universo sonoro da malemolência nacional.

Rael & banda
Blue Note SP
Sábado, 30/4, 20h
R$ 60 a R$ 120
O cantor, compositor e rapper, Rael, apresenta junto de sua banda, a turnê do seu novo show “Capim-Cidreita”. O show que chega ao palco do Blue Note São Paulo, no dia 30 de abril, promete agradar os gostos de todo os fãs do rapper, com um repertorio que mescla todos as novidades de seu novo EP, com seus clássicos.

Mc Soffia
Casa Natura Musical
Domingo, 1º de maio, domingo, 19h
R$ 25 a R$ 80 pista
A rapper Mc Soffia faz show com participação de Nina do Porte, Felps, Onikka e Queen para uma noite de rap e orgulho preto. Com 18 anos e dez de carreira, MC Soffia entrou no universo do rap depois de participar da oficina O Futuro do Hip Hop para Crianças, idealizada pela DJ Vivian Marques.

#músicas

Felipe Cordeiro e Chico César | De Amor, Amor
Pioneiro na fusão de estilos populares amazônicos com a vanguarda pop, o músico Felipe Cordeiro lança sua primeira música ao lado de Chico César, pela Altafonte. Além de inaugurar a parceria entre o guitarrista paraense e poeta paraibano, o feat inédito promove o encontro de norte e nordeste nos sons tropicais, como zouk e guitarrada, com sintetizadores e beat do pop e a deliciosa poesia de Chico. Produzida por Cordeiro, a faixa canta dúvidas, afetos e vontade de amar atravessadas pelas restrições do nosso tempo.

Baco Exu do Blues | Gotham é aqui
Questionando quem é herói e quem é bandido, Baco lança faixa e clipe inspirado no universo de Batman. O vídeo traz uma energia obscura, cinema noir, inspirada na Gotham City do homem-morcego, misturando elementos de várias cidades brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Recife.

Russo Passapusso, Raissa Fayet, De Juepuchas | Tiempo
Depois de se encontrarem na faixa Capim, Russo Passapusso e Raissa Fayet se unem de novo, dessa vez por convite do colombiano De Juepuchas, que trabalha mesclando beats electrônicos y tradição colombiana.

Sabotage | Originais Demo (2002)
Na semana em que completaria 49 anos de idade, o rapper Sabotage ganha mais uma peça em sua discografia. Trata-se do EP “Originals Demo (2002)”, um projeto da Symphonic Distribution do Brasil, plataforma independente de distribuição de música e tecnologia, em parceria com a família Sabotage. O EP póstumo traz obras originais de músicas já lançadas pelo artista, convidando os fãs e admiradores do rapper e de sua trajetória artística a uma viagem no tempo. O lançamento resgata os arquivos originais das músicas “País da Fome”, “Canão Foi Tão Bom”, “Mosquito” e “Quem Viver Verá”, que estavam sendo produzidas por Daniel Ganjaman, Tejo Damasceno e Quincas Moreira na semana da morte do lendário Sabota.

Alexandre Nero | Quarto, Suítes, Alguns Cômodos e Outros Nem Tanto
Começa no sertão profundo do Cariri, ganha forma no espaço de um quarto no Rio de Janeiro e contornos finais na Rússia. Essas imagens, que parecem saídas de uma fábula, desenham a rota percorrida e a atmosfera proposta pelo novo álbum de Alexandre Nero. As participações especiais reforçam essas sensações. Influência clara na formação musical do artita, Milton Nascimento surge, ele próprio a voz síntese da serenidade, como convidado na já citada Em Guerra de Cegos. Em Miseráveis, Elza Soares, a pessoa monumento, dá voz aos “manos, minas, monas, Macunaímas, Pixotes e mascates”.

Paige | Cara, hoje é meu aniversário
Para além de uma celebração anual, fazer aniversário é também uma oportunidade de refletir sobre suas diferentes versões. Esta é a interpretação de Paige, uma das integrantes do mob feminino Fenda, que transformou esse momento festivo em música. O novo single que a mineira apresentou no dia 15 de abril, data em que completou 24 anos. Nela, a cantora explora ritmos como o reggaeton, e inicia uma nova fase da carreira-solo, mesclando suas raízes no hip-hop e trap com o pop.

Bando Mastodontes | Ciranda Celestial
Empenhados em fortalecer a cena autoral independente musical nortista, os multiartistas paraenses lança seu primeiro álbum para abordar uma Amazônia Transcendental, em temas como ancestralidade e representatividade. Realizado com patrocínio do edital Natura Musical, o projeto de 10 faixas evoca mergulhos que atravessam e conectam mundos para ampliar a visão voltada ao cuidado e ao respeito ao outro e a existências, resistência, expansão de consciência e fragmentos de universos e culturas. Um álbum que propõe reverberar conexões entre mundo, astros, pessoas, natureza, indivíduo, sociedade, comunidade e espiritualidade.

#cinema

Malhada Vermelha
O documentário se passa na cidade submersa de Jaguaribara, no Nordeste do Brasil, quando parte das ruínas da cidade aparece depois de um longo período de seca, forçando o diretor Lucas Dantas e sua família a mergulharem numa expedição em busca de recordar seu passado. O roteiro narra as consequências da retirada de 12 mil moradores da antiga cidade, no interior do Ceará, para a construção do Açude Castanhão. Entre as pessoas removidas estavam familiares do diretor do filme que, 12 anos depois, volta ao local para comandar uma busca pelo antigo sítio submerso de seus avós, a Malhada Vermelha. A trilha sonora ficou por conta de Gabriel Aragão (Selvagens à Procura de Lei), que mescla sintetizadores e pífanos típicos do interior cearense e arranjos clássicos ao violão de 12 cordas.

Sessão Vitrine
Comemorando mais de uma década de existência, a Sessão Vitrine ganha nova edição em 2022 apresentando longas inéditos em circuito a partir de 28 de abril. O projeto de distribuição coletiva leva a salas de cinema de todo o país uma série de filmes, prezando por um recorte descentralizado e atual da produção audiovisual independente. A cada mês, uma nova obra é lançada em salas de cinema, sendo que nesta semana o longa escolhido foi “Como Matar a Besta”, de Agustina San Martín. Os ingressos saem a R$ 15 (inteira) e R$ 7,50 (meia).

Mostra Ecos de 1922 – Modernismo no Cinema Brasileiro
CCBB Brasília
19 de abril e 8 de maio
Grátis de terça à sexta-feira e R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) no fim de semana
A maior retrospectiva cinematográfica já feita sobre o tema, aborda o centenário da Semana de Arte Moderna de forma atual, trazendo um pensamento crítico sobre seu legado na cultura e, especialmente, no cinema brasileiro. Ao todo são 50 filmes, entre longas, médias e curtas-metragens, com grandes nomes da sétima arte, como Scorsese, Spike Lee, Tarantino, Robert De Niro, Tim Burton, irmãos Lumiére e muitos outros cineastas e artistas. Com curadoria de Aïcha Barat, Diogo Cavour e Feiga Fiszon, as obras escolhidas são atravessadas pelo pensamento dos intelectuais paulistas, como Oswald de Andrade e Mário de Andrade, mas também pensadores e artistas indígenas contemporâneos, como Jaider Esbell e Denilson Baniwa.

Paris 13º Distrito
Sucesso no Festival de Cinema Francês Varilux do ano passado, o longa é sobre a juventude – não adolescentes, mas pessoas na vida adulta, que já têm alguma experiência e irão encontrar uns anos outros e outras se apaixonar e se amar. No prêmio César, o longa concorreu em cinco categorias: roteiro adaptado, trilha sonora (também premiada no Festival de Cannes), fotografia, atriz promissora (Lucie Zhang) e ator promissor (Makita Samba).

#visuais

Matriz, de Marcia de Morae
Galeria Leme – SP
Até 14/5 | Terça a sábado, a partir das 10h
Grátis
Conhecida por criar desenhos em grandes dimensões, com combinações de linhas e cores intensas, Marcia de Moraes traz para a exposição individual sua produção mais recente de trabalhos inéditos. Com texto crítico da curadora Ana Carolina Ralston, a mostra apresenta uma pesquisa em desenho, na qual as composições abstratas originam-se de um vocabulário imagético retirado de cenas cotidianas e experiências que atravessam o corpo da artista. Linhas que remetem a folhagens, ossaturas e fluidos corporais, se sobrepõem em um mesmo plano e figuram pela ausência da cor.

BROTA, individual de Carlos
Gruta (SP)
De 28 de abril até 28 de maio
Grátis
Figura conhecida na cena underground paulistana, Carlos Dias transita há mais de duas décadas entre a música e a arte, com passagens por bandas de hardcore como Polara e Againe, e exposições em instituições como Masp e Memorial da América Latina. É um artista multimídia, mas é na pintura que encontra sua principal linguagem. Enquanto antes suas telas em grandes dimensões traziam um universo de elementos com referência ao pop e ao punk, em seu novo momento, Carlos Dias traz ao público um conjunto de óleo sobre tela em pequenas dimensões, onde parte de formas geometricamente simples, como o círculo, para construir uma nova e complexa mitologia pessoal.

#cênicas

9º FIS – Festival Internacional de Teatro de Sombras
Online | Canal FIS Teatro de Sombras
Presencial | Taubaté, Pindamonhangaba, São Luíz do Paraitinga e Monteiro Lobato
1 a 08 de maio
Grátis
Realizado pela Cia. Quase Cinema, grupo da cidade de Taubaté, o FIS é uma reunião dos artistas apaixonados pelo universo das sombras. Uma arte milenar que encanta jovens e adultos de todas as idades devido ser onírica. Neste domingo, 18h, a peça “A Lua de Lipo” faz a abertura do evento, em Taubaté. Confira a programação!

A Última Sessão de Freud
Teatro Vivo
29 de abril a 26 de junho
Sextas, às 20h; sábados, às 21h; e domingos, às 18h
R$ 80 e R$ 40 (meia-entrada)
Depois de estrear no palco do Itaú Cultural, a montagem dirigida por Elias Andreato para o texto do premiado autor americano Mark St. Germain, ganha uma nova temporada. Este instigante texto imagina um encontro fictício entre Sigmund Freud (Odilon Wagner), o pai da psicanálise, e o escritor, poeta e crítico literário C.S.Lewis (Claudio Fontana), dois intelectuais que influenciaram o pensamento científico filosófico da sociedade do século XX.

Nossa vida não vale um Chevrolet, de Mário Bortolotto
Novo Teatro Cemitério de Automóveis (SP)
27 de abril a 8 de maio
De quarta a sábado, às 21h e domingo, às 20h
R$40 (inteira) e R$20 (meia-entrada)
Com 40 anos de trajetória, o grupo Cemitério de Automóveis inaugura sua nova sede, localizada na Bela Vista (na Rua Francisca Miquelina, 155), depois de ter fechado as portas do teatro, onde passou os últimos 10 anos, em janeiro de 2022. E a primeira peça a estrear é a remontagem da premiada “Nossa vida não vale um Chevrolet”, escrita e dirigida por Mário Bortolotto. O espetáculo acompanha quatro irmãos que precisam lidar com a morte do pai e suas consequências em um meio onde não se é possível confiar em ninguém.

Foxfinder – A Caça
Teatro Sérgio Cardoso
2 de maio a 14 de junho. Segundas e terças-feiras, 19h
Grátis | Reserva pelo Sympla
Em um diálogo com a ascensão do fascismo e do conservadorismo em todo mundo, o premiado texto Foxfinder – A Caça, da autora inglesa Dawn King, ganha sua primeira montagem brasileira, dirigida por Wallyson Mota e traduzida pela atriz Carolina Fabri. Nesta parábola distópica, William Bloor, um Agente Oficial do Estado, chega à fazenda de Samuel e Jude Covey para investigar uma suspeita de contaminação. Ele é orientado a destruir raposas, animais que, segundo a propaganda estadista, ameaçam as produções e colheitas agrícolas do país. Entretanto, apesar da escassez de alimentos, nenhuma raposa tem sido vista pelos campos. Conforme suas investigações avançam, os eventos que seguem daí mudam o curso de suas vidas e crenças.

Dançamos Juntos no Carnaval das Gentes
Calçada do Theatro Municipal SP
De 1 a 29 de maio, sábados e domingos, às 15h
Grátis
Partindo da vida e da obra de Anita Malfatti, considerada precursora e mártir do movimento modernista, o grupo pontua os principais acontecimentos da polêmica manifestação cultural, que abriu as portas para o modernismo no Brasil. Surdo, tamborim, caxixi, teclado, flauta transversal, violão e reco-reco são utilizados na trilha sonora original que evidenciam o tom carnavalesco da peça.

#literatura

A Menina que Conversava com as Estrelas, de Marcio Trinchinatto
Em seu primeiro livro, o ator, diretor e confeiteiro traz uma receita que desenvolveu durante anos e mistura palco, conversas, despedidas, alunos, risadas, medos, choros, amores e silêncios. Na obra ilustrada por Victor Grizzo, a personagem Lara enxerga, sente e fala coisas que só conseguimos entender quando aprendemos Coraçonês, a língua oficial das estrelas do céu. Da janela do seu quarto no sótão, nossa personagem conversa com uma estrela e acaba se inspirando para sugerir transformações na vida de algumas crianças do condomínio do lago. Uma língua diferente, sem nenhuma palavra, mas que pode ser traduzida para qualquer outra – até quem não pode falar, enxergar ou mesmo fazer um único movimento consegue ser fluente.

Lusco-fusco, de André de Oliveira
Editora Urutau
Sete histórias ganham vida na obra deste jornalista com larga experiência em reportagem que faz visível sua habilidade como observador e narrador ativo, trazendo em seu livro tanto uma voz mais íntima quanto uma habilidade para o relato testemunhal. Em seus contos, encontramos o filho que revê o pai após anos de hiato; o vigia noturno que aprecia ler dicionário; o menino que volta de férias do litoral, em meio a dilemas familiares; o rapaz atravessado pela ruína das relações em família; o jovem que vivencia um encontro franco com o irmão, ambos cercados por memórias dolorosas. De certa forma, Oliveira descreve aspectos variados da masculinidade, a partir de múltiplas geografias e subjetividades, apresentando um quadro de pequenas delicadezas e retumbantes violências.

#gastronomia

Festival Cultura de Boteco
Promovido pela Sociedade Paulista de Cultura de Boteco, o projeto reúne botequins clássicos de São Paulo e atrações culturais em cinco encontros entre abril e junho de 2022; o primeiro evento acontece no dia 30/04 e 01/05, no Morumbi Town Shopping, com oito dos melhores bares da cidade, shows musicais e DJs.  Estão presentes o premiado Bar do Luiz Fernandes, que conta com mais de meio século de história na Zona Norte; o Família Kariri, com suas especialidades do Nordeste; o Rota do Acarajé, conhecido pela qualidade de seu bolinho que dá nome à casa; o Academia da Gula, cantinho acolhedor na Vila Mariana que oferece receitas tradicionais portuguesas; o Hilda Botequim, especialista em receitas regionais; o Carlinhos Restaurante, com seu inimitável arais de carne e de queijo; o Dr. Costela, famoso por seus assados; e o Boteco do Carmo, conhecido por suas bem executadas empadas de frango e palmito.

Publicidade

Destaque: Rael por Lana Pinho; MC Soffia/Divulgação; Baco/Divulgação


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Warning: array_map(): Expected parameter 2 to be an array, bool given in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/publicidade/outbrain.php on line 2

Warning: array_intersect(): Expected parameter 2 to be an array, null given in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/publicidade/outbrain.php on line 11

Canais Especiais Hypeness