Debate

Gabriel Monteiro é alvo de novas denúncias de estupro: ‘Não usou preservativo e foi agressivo’

Redação Hypeness - 04/04/2022 às 14:12 | Atualizada em 04/04/2022 às 15:22

Neste domingo (3), o “Fantástico” revelou novas denúncias de estupro contra o vereador Gabriel Monteiro (PSD-RJ), do MBL.

O ex-policial militar youtuber é acusado por quatro mulheres de violência sexual, além da exposição de vídeos íntimos de uma adolescente de 15 anos de idade.

gabriel monteiro

Parlamentar de extrema direita é acusado de violência sexual por oito pessoas, incluindo menores de idade e funcionários; em relatos, vereador foi acusado de praticar sexo com arma apontada na cabeça de vítima

Padrão de comportamento

Todas as histórias possuem um padrão: o relacionamento começa de forma consentida e, durante a relação, Gabriel Monteiro assume um perfil agressivo e se recusa a usar preservativo.

Uma mulher afirma que estava tendo relações sexuais com o Monteiro. Ela pediu para que ele usasse camisinha, mas o vereador se recusou e a estuprou. “Hoje eu tenho a consciência de que, infelizmente, eu fui estuprada. É a primeira vez que eu falo abertamente sobre isso”, conta uma das vítimas. “Antes do ato em si, ele disse que não iria por o preservativo. E eu questionei, falei: ‘você tem que colocar, sim, o preservativo’. Nessa hora, ele simplesmente ignorou tudo que eu tinha falado e começou a relação sexual”, contou a jovem ao “Fantástico”.

Também do MBL: Mamãe falei, masculinidade e guerra: por que a violência parte dos homens?

Uma segunda vítima afirma que foi convidada para uma festa com Gabriel Monteiro, mas não existia festa: era apenas ela e outra jovem na casa do então policial militar. Ela afirma que viu Monteiro tinha espancando outra mulher e ficou em pânico. Ele a convidou para atos sexuais. À época, a jovem tinha 16 anos de idade.

“Ele foi e falou: vamos para o quarto. Eu falei: eu não quero. Vamos, vai ser legal, por favor, por favor. Aí ela veio também, me chamou e eu fui. Com medo, porque ele tinha acabado de tentar matar ela na minha frente. Eu fui”, afirmou a vítima ao programa da Globo.

Uma terceira mulher relata que Gabriel Monteiro a ameaçou com uma arma durante um estupro. Segundo relato, o parlamentar estava em um carro, eles começaram a transar de forma consensual. O vereador passou a gravá-la e agredi-la, e, quando ela começou a gritar e pedir seu socorro, o então policial militar passou a ameaçá-la com uma arma.

– Kim Kataguiri discorda da criminalização do nazismo na Alemanha em podcast que defendeu existência de partido nazista

“A gente sempre frequentou as mesmas festas na adolescência. E decidimos ficar. Logo depois, nós dois decidimos ir pro carro dele que estava do lado da casa de festas. Estacionado. E começamos o ato sexual, até então consentido, porém, até um certo momento em que ele começou a me dar tapas, socos, a me filmar com o telefone. O tempo inteiro eu empurrava o celular, mas ele, mesmo assim, me filmava, tentava filmar minhas partes e meu rosto. Eu comecei a gritar muito e ele pegou a arma e colocou a arma no freio de mão. Próximo ao freio de mão. E eu comecei a me debater, me debatia. Só que ele conseguiu fazer a penetração, tudo, sem camisinha. E, um certo momento, ele colocou a arma na minha cabeça mandando eu ficar quieta”, conta.

Oito denúncias e diversos crimes

Gabriel Monteiro foi expulso da PM do Rio de Janeiro em 2020 por deserção

Monteiro também está sendo investigado por vazar vídeos íntimos de uma relação íntima que teve com uma adolescente de 15 anos de idade. O vereador também é acusado de estupro ou abuso sexual por outras cinco pessoas, incluindo funcionárias e funcionários do seu gabinete. Existem relatos de Gabriel Monteiro se masturbando em frente a toda equipe durante reuniões.

Além disso, Gabriel Monteiro tem sido exposto por utilizar pessoas em fragilidade econômica, em sua maioria negras, para forjar crimes e outros conteúdos para o seu canal do Youtube. O vereador enviou nota ao “Fantástico” negando as acusações, classificadas por ele como frágeis. O ex-policial faltou ao depoimento sobre denúncias de assédio sexual contra uma ex-funcionária. Gabriel Monteiro acabou de oficializar filiação ao PL, mesmo partido de Jair Bolsonaro.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness