Reverb

Gloria Groove: todo talento da drag queen e diva pop dona de grandes hits da música

Gabriela Rassy - 10/04/2022 às 19:37 | Atualizada em 11/04/2022 às 13:00

Quem é essa menina de vermelho? É Gloria Groove, é lady leste, é talento purinho que mistura rap e pop dominando os hits da música nacional. Não é de hoje que a drag queen entrega mais do que representatividade LGBT+, mas um trabalho consistente que passa pela voz, performance, figurino e muito poder.

Em sua melhor fase, Gloria Groove lança seu novo álbum, Lady Leste, com alguns dos grandes sucessos dos últimos tempos, incluindo “A Queda”, “Leilão” e “Vermelho”. “Como trabalho com música desde sempre, não consigo processar a ideia de estar ‘no auge’. Eu ainda me sinto no meio do caminho. Tenho muito mais a trilhar, muito mais a dizer, muito mais gente a alcançar”, disse em entrevista à 29 Horas.

E se essa é a intenção, Gloria está no caminho certo. Recentemente, ela desbancou ninguém menos que RuPaul em número de seguidores e se tornou a segunda drag queen mais acompanhada do mundo, atrás apenas de sua amiga Pabblo Vittar.

—Pabllo Vittar nasceu no Maranhão, foi atendente de telemarketing e cantou no ‘Amor e Sexo’

Quem é Gloria Groove?

Gloria é o nome artístico de Daniel Garcia, cantor, compositor e rapper nascido na Vila Formosa, bairro na zona leste de São Paulo. Ainda com o nome de batismo, começou a trabalhar na infância, integrando uma das formações do do grupo Balão Mágico, em 2002. Depois de chamar a atenção no quadro ‘Jovens Talentos’ do ‘Programa Raul Gil’, em 2006, Daniel foi escalado para o elenco da novela “Bicho do Mato”, da Record.

Já incorporando o início de Gloria Groove, fez sucesso como dubladora, interpretando canções de ‘Hannah Montana’ e ‘Digimon’. A partir daí, em 2018, se lançou como cantora pop, unindo elementos do rap e do funk em suas músicas. Nesta época, lança os hits ‘Bumbum de Ouro’, ‘Arrasta’ e ‘YoYo’.

Essa libertação de descoberta de todo seu potencial foi tema também do papo que Gloria teve com Mano Brown no podcast Mano a Mano, que foi ao ar em 2021. “Eu tive que me olhar no espelho, enquanto essa persona muito louca, pautada no universo feminino que me fez libertar a gay afeminada que reprimiram quando eu era criança, e juntar tudo que eu já tinha vivido até aquele momento para transformar em um acontecimento artístico“, disse.

Hoje, ela furou a bolha em grande estilo. Depois de participar do “Show dos famosos”, do “Domingão com Huck” no ano passado, e sair vencedora do quadro, ela atingiu um público fora do nicho. “Passei a sentir que não estava mais sendo resumida a artista LGBT ou artista pop. Estava me vendo como artista brasileiro, entende? Com esse álbum, tem sido uma confirmação louca. Saiu uma lista dos mais ouvidos da semana no Spotify em que eu estava em nono. E foi a primeira vez que me vi em uma lista geral, com sertanejos (risos). Os únicos da música pop que estavam lá eram Anitta e eu”, disse ao Extra.

—Biografia de Rita Von Hunty esmaga estereótipos de trajetória profissional de sucesso

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Canais Especiais Hypeness

Especiais