Futuro

Home office fez salário render mais e produtividade aumentar, diz pesquisa

Vitor Paiva - 25/04/2022 às 08:24 | Atualizada em 28/04/2022 às 10:18

Se a migração em massa dos escritórios para o home office nos últimos anos se deu por força das circunstâncias pandêmicas, passados mais de dois anos é possível confirmar que a mudança trouxe benefícios para os funcionários que se adaptaram – e passaram a realizar remotamente seus trabalhos.

Essa é a conclusão de uma pesquisa internacional que entrevistou 700 pessoas de 86 países: para 91% dos entrevistados, o trabalho em casa ajudou a superar barreiras profissionais, trazendo aumento de salário para 58% e de produtividade para 51%. A pesquisa foi realizada pela startup Deel, especializada em gestão de contratos e pagamentos internacionais, junto com a empresa Momentive, de soluções para líderes de negócios.

home office

A maioria dos participantes afirmou que o home office ajudou a superar barreiras profissionais

-Home office: 10 dicas para o trabalho remoto por quem já o pratica há 10 anos

Home office e equilíbrio 

Segundo o levantamento, entre os brasileiros a produtividade se ampliou para 56%, com 76% dos participantes afirmando que o trabalho remoto trouxe um maior equilíbrio para a relação entre a vida profissional e a vida pessoal.

Os entrevistados revelaram que a mudança permitiu que 64% dos participantes ampliassem suas economias, segundo a média geral – 58% para os brasileiros. Para 35% dos trabalhadores, as mudanças advindas do trabalho remoto trouxeram o “emprego dos sonhos”, em diferença de 38% para os homens, e 30% das mulheres.

O trabalho remoto melhorou a rotina de 83% das mães com filhos pequenos

O trabalho remoto melhorou a rotina de 83% das mães com filhos pequenos, segundo a pesquisa

-Home office faz Portugal criar lei que proíbe ligação do chefe depois do horário

11% receberam uma promoção na migração para o trabalho remoto, com percentual de 13% da melhoria entre homens, e 9% entre as mulheres participantes.

O home office trouxe maior flexibilidade para 53% dos entrevistados brasileiros, otimizando o funcionamento do dia a dia em casa: para 83% das mães que possuem filhos menores de 18 anos, o trabalho remoto ajudou na rotina, um índice em 10% mais alto que o mesmo apontamento entre os homens. Para 92% dos funcionários que possuem filhos menores de 5 anos, o trabalho remoto ajudou a superar barreiras.

39% dos participantes se mudaram para mais perto de familiares ou amigos

39% dos participantes se mudaram para mais perto de familiares ou amigos

-O que é o movimento antitrabalho e como ele ganhou impulso com a pandemia

Com 40% dos entrevistados afirmando que economizaram em viagens, 30% passaram a viajar mais a partir da integração do trabalho remoto à rotina profissional.

Cerca de 39% dos entrevistados puderam se mudar para mais perto da família ou de amigos trabalhando de casa, com 21% economizando em moradia, e 14% se mudando para a cidade que sempre sonharam. O exemplo mais incrível de benefício oriundo do trabalho em home office foi afirmando, porém, por 9% dos participantes, que revelaram terem tratado ou curado uma doença a partir da mudança.

73% dos pais afirmaram que o trabalho remoto ajudou na rotina da casa

73% dos pais afirmaram que o trabalho remoto ajudou na rotina da casa

Publicidade

© foto 1: PiqSels

© fotos 2, 4: Getty Images

© foto 3: PxHere


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness