Debate

Meninas ianomâmi relatam abuso sexual de garimpeiros em troca de comida e MP cobra ação do governo

Redação Hypeness - 12/04/2022 às 16:51 | Atualizada em 12/04/2022 às 17:28

A Hutukara Associação Yanomami denunciou o avanço dos garimpeiros em suas terras indígenas através de um relatório feito em parceria com o Instituto Socioambiental.

O documento “Yanomami Sob Ataque: Garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami e propostas para combatê-lo”  mostra que crianças da etnia indígena estão sendo vítimas de assédio sexual dos garimpeiros que buscam extrair ouro na região.

Imagens mostram destruição do solo de Terra Indígena Yanomami

Garimpo ilegal avança 

Com a crise econômica e o aumento do preço do ouro no mercado internacional, os garimpeiros tem tentado avançar cada vez mais contra as terras indígenas.

De acordo com o relatório, o garimpo ilegal avançou 46% em comparação com 2020. No ano passado, já havia sido registrado um salto de 30% em relação ao período anterior. Desde 2016, a área ocupada pelos criminosos cresceu 3 mil por cento.

– Índios isolados assassinados por garimpeiros: entenda riscos à Terra Yanomami

Muitos deles já ocupam as terras dos yanomami e chantageiam os indígenas em troca da comida, que tem se tornado escassa na região por conta da inflação.

“A desnutrição infantil é um fenômeno complexo e multicausal, mas no contexto yanomami a influência do garimpo é inequívoca e determinante”, afirmam os autores.

Pesquisadores que trabalharam na elaboração do relatória demonstraram diálogos absurdos entre os criminosos e indígenas.

“Após os Yanomami solicitarem comida, os garimpeiros rebatem sempre. (…) ‘Vocês não peçam nossa comida à toa! É evidente que você não trouxe sua filha! Somente depois de deitar com tua filha eu irei te dar comida!’. ‘Se você tiver uma filha e a der para mim, eu vou fazer aterrizar uma grande quantidade de comida que você irá comer! Você se alimentará!’. Os [garimpeiros] dizem: ‘Essa moça aqui. Essa tua filha que está aqui, é muito bonita!’. Então, os Yanomami respondem: ‘É minha filha!’. Quando falam assim, os garimpeiros apalpam as moças. Somente depois de apalpar é que dão um pouco de comida”, diz o relatório.

– Crianças yanomami morrem afogadas após serem sugadas por máquinas de garimpo ilegal

O documento pressionou o Ministério Público Federal a agir e exigir judicialmente a presença de forças policiais nas terras indígenas para que os garimpeiros sejam retirados do local. A ação pede à Justiça Federal que a União retome ações de proteção e operações anti-crime na TI.

“Assim, na ação protocolada com urgência, o MPF pede que o Governo Federal coordene o planejamento de novas operações de repressão contra os crimes socioambientais da região e que as equipes policiais permaneçam no local até que todos os infratores ambientais sejam retirados da terra indígena”, diz o MPF em nota.

Publicidade

Foto: Reprodução/Davi Kopenawa


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness