Arte

O ‘turco mecânico’ que ajudou Edgar Allan Poe a encontrar seu caminho criativo: o mistério

Redação Hypeness - 12/04/2022 às 11:49 | Atualizada em 13/04/2022 às 17:54

Você já ouviu falar do turco mecânico? Esse é um dos primeiros hoaxes (boatos) da história moderna. A peripécia enganou muitas pessoas na Inglaterra do século XVIII, inclusive gênios como Edgar Allan Poe, o escritor de ‘O Corvo’ e ‘O Gato Preto’.

Basicamente, o mecânico turco foi uma pseudo-invenção do cientista Wolfgang von Kempelen feita para impressionar a Rainha Maria Teresa de Áustria. Ele alegava ter criado uma máquina de jogar xadrez, que se propunha a vencer qualquer oponente com alguma forma de inteligência artificial daquela época (pois é). O ‘turco mecânico’ tinha esse nome pois a figura de um homem com vestes tradicionais turcas era a representação imagética da máquina de jogar xadrez.

Boataria e mentiras fazem parte da nossa história; inteligência artificial falsa que jogava xadrez chocou o mundo dos anos 1770 e fez até turnê pelo mundo

“Conhecida inicialmente como a Máquina Jogadora de Xadrez Automática e posteriormente como “Turco Mecânico” ou “Turco”, o equipamento era um homem mecânico vestido em roupões e turbantes sentados em uma escrivaninha que possuía um tabuleiro de xadrez. A invenção de Kempelen tinha como meta derrubar qualquer jogador de chess do planeta” explica Ella Morton para o site Mental Floss.

Mais de 200 anos depois, o conflito iria se tornar realidade com o embate entre Kasparov e Deep Blue, em 1994, quando o enxadrista russo Gary Kasparov derrotou uma inteligência artificial verdadeira no que foi cunhado como ‘O Jogo da Humanidade’.

– A história por trás da foto do enxadrista que venceu quase 50 oponentes ao mesmo tempo

O turco mecânico não era um supercomputador da IBM, e era, na verdade, uma engenhosidade bastante complexa para a época. Painéis deslizantes e uma cadeira com rodinhas faziam com que o operador do turco conseguisse se esconder embaixo da cabine enquanto o jogo corria. Ele controlava o turco como uma marionete e sabia as jogadas por conta de peças magnéticas embaixo da mesa.

Eventualmente, Poe descobriu que se tratava de uma farsa – ele supunha que se tratava de um homem muito pequeno ou uma criança dentro do turco mecânico -, mas isso lhe inspirou para criar suas próprias farsas, como uma viagem transatlântica de balões e outras peripécias no século XVIII.

Publicidade

Fotos: Domínio Público


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness