Ciência

Páscoa e Carnaval: como é feito o cálculo dos dois primeiros feriados do ano?

Vitor Paiva - 05/04/2022 às 10:11 | Atualizada em 06/04/2022 às 18:37

Enquanto a maioria dos feriados possui uma data determinada que se repete todos os anos, como Natal, Dia do Trabalho, Finados e tantos mais, os dois primeiros grandes feriados do ano não possuem um dia fixo: tanto o Carnaval quanto a Páscoa mudam anualmente. Mas como essa data é determinada? Como o cálculo é realizado? No que ele baseado? A origem das duas efemérides é religiosa, mas atualmente o Carnaval e a Páscoa se tornaram acontecimentos culturais, comerciais e profissionais relevantes no calendário nacional – e tudo se baseia em um ciclo lunar, mas principalmente em padrões e medidas “eclesiásticas”.

vitral de cristo

A data da Páscoa atual se baseia em paradigmas religiosos e cálculos abstratos e ancestrais

-Padre Julio Lancellotti beija pés de transexuais em cerimônia de Páscoa

A Páscoa acontece entre o dia 22 de março e 25 de abril, e as raízes da comemoração misturam influências ancestrais de duas grandes religiões: a Páscoa cristã, que celebra o dia da ressureição de Cristo, se relaciona com o Pessach, a Páscoa judaica, que comemora a fuga dos judeus do Egito sob a liderança de Moisés – e até o século II eram comemoradas no mesmo dia. A unificação das tradições cristãs pelo Império Romano decidiu que a Páscoa cristã seria então celebrada em uma data diferente do Pessach, e convencionada a se dar no domingo após a primeira lua cheia de primavera.

Pessach judeu

Até o Conselho de Nicéia, no ano de 325, a Páscoa cristã era celebrada junto com o Pessach judeu

-Paranaense junta o melhor de dois mundos e cria o ‘Coxovo’, um ovo de Páscoa feito de coxinha

Para tal determinação, toma-se como como guia a data do equinócio da primavera no hemisfério norte, em março. Acontece que os calendários religiosos não não acompanham rigorosamente o calendário astronômico – e a unificação por Roma das datas cristãs, pelo Conselho de Niceia, no ano 325 da era comum, estabeleceu um complexo cálculo para determinar a data precisa da Páscoa a cada ano, a partir não exatamente de uma efetiva e concreta lua do equinócio, mas sim de uma data melhor determinada pela igreja no conselho, utilizando tabelas eclesiásticas para calcular o feriado.

O “Cálculo Eclesiástico” ou Fórmula de Gauss determinam a data a cada ano

O “Cálculo Eclesiástico” ou Fórmula de Gauss determinam a data da Páscoa a cada ano

-Como o Rio de Janeiro fez um dos maiores carnavais da história após a gripe espanhola

É a partir desses cálculos – o “Cálculo Eclesiástico”, como foi nomeado no Conselho, ou a Fórmula de Gauss, a partir do ano 1750 – que se determina quando será a Páscoa: a data mais frequente no ocidente tem sido o dia 19 de abril, mas em 2022 ela cairá no dia 17. Uma vez realizada a equação para determinar tal feriado, o carnaval é consideravelmente mais simples, e acontece sempre 47 dias antes da Páscoa. Há anos discute-se no Vaticano o estabelecimento de uma data fixa para celebrar a Páscoa, mas o fato de tantas diferentes culturas serem afetadas pela mudança tem mantido essa possibilidade como mera especulação, e assim a Páscoa e, logo, o carnaval, seguem como feriados móveis.

O carnaval acontece 47 dias antes da Páscoa

O carnaval acontece 47 dias antes da Páscoa

Publicidade

© foto 1: Pixabay

© fotos 2, 3: Getty Images

© foto 4: Prefeitura de Olinda/Flickr/CC


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness