Debate

Pilotos de avião que despencou na China não responderam torre antes da queda

Roanna Azevedo - 26/04/2022 às 09:17

Um relatório preliminar sobre a queda do Boieng 737-800 da China Eastern Airlines na cidade chinesa de Wuzhou revelou que os pilotos pararam de responder aos controladores de voo assim que houve a primeira queda de altitude. O documento da investigação também informou que o acidente não foi causado por problemas com o modelo da aeronave.

Avião que caiu com 132 passageiros na China desceu na vertical e perdeu 6 mil metros de altitude em 2 minutos

O avião, que saiu de Kunming rumo a Guangzhou, despencou na vertical no dia 21 de março e atingiu a região de Guangxi, sul da China. Todas as 132 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulantes, morreram.

Prints de vídeo mostrando os momentos da queda do avião, que despencou na vertical em alta velocidade e pouquíssimo tempo.

“O radar de controle de área de Guangzhou mostrou um aviso de ‘desvio’ de altitude de comando, a aeronave deixou a altitude de cruzeiro, o controlador chamou a tripulação imediatamente, mas não recebeu resposta”, reportou o relatório.

Queda de avião na China ainda é ‘nebulosa’, diz mídia estatal. Ex-diretor fala em ‘dados muito incomuns’

A informação corrobora a declaração de Mao Yanfeng, chefe do centro de investigação de acidentes da Administração de Aviação Civil da China (CAAC). Em entrevista coletiva dias depois do acidente, ele afirmou que a torre de controle manteve contato com a aeronave até o momento da primeira queda de altitude.

Destroços do avião encontrados na região de Guangxi Zhuang, sul da China.

Documento obrigatório elaborado pelo país de origem da companhia aérea, o relatório não destacou complicações no modelo do avião, além de não identificar uma possível causa para a queda, o que foi bastante criticado por especialistas. Ao mesmo tempo, informou que a aeronave estava com a manutenção atualizada, a equipe de voo tinha qualificação, as condições climáticas eram favoráveis e não havia nada dentro do avião que oferecesse risco.

Vídeo inédito mostra maior avião do mundo destruído durante conflito entre Rússia e Ucrânia

De acordo com Li Xiaojin, especialista em aviação chinesa, o motivo da queda só será de fato descoberto por meio das análises das caixas pretas. O que dificulta essa investigação é o fato dos equipamentos estarem bastante danificados, segundo informação da CAAC. Apesar disso, os materiais e gravações de voz dos pilotos que puderam ser extraídos das caixas já foram enviados para exame em Washington, Estados Unidos.

Publicidade

Foto 1: Divulgação/YouTube/Diário do Nordeste e Fox News

Foto 2: CCTV via AP Video


Roanna Azevedo
Diretamente da zona norte do Rio, é jornalista por profissão e curiosa por conta própria. Ama escrever sobre cinema e o universo do entretenimento há mais de dois anos. Tem paixão por tudo que envolve cultura, música, arte e comportamento, além de ficar sempre ligada no que rola no mundinho da comunicação nas redes sociais.

Canais Especiais Hypeness