Inspiração

Projeto leva crianças com deficiência para a praia buscando finalidades terapêuticas no mar

Vitor Paiva - 29/04/2022 às 16:39 | Atualizada em 04/05/2022 às 10:18

A talassoterapia é a exploração, com finalidade terapêutica, das águas do mar e do clima marinho em busca de benefícios curativos: é esse o princípio do bonito projeto “Vamos à Praia”, que convida crianças com paralisia cerebral e deficiências para colocar o pé na areia e o corpo no mar, desenvolvendo atividades lúdicas e exercícios variados nos mais belos cenários praianos da Bahia. A iniciativa é realizada pela ABAE – Associação Bahiana de Equoterapia, ONG que oferece assistência especializada a crianças e adolescentes com deficiência.

-João Pessoa tem projeto de estímulo à prática esportiva de pessoas com deficiência

Os trabalhos da ABAE também beneficiam as famílias, através de atividades acompanhadas de equipes interdisciplinares. Segundo o site da ONG, o projeto “busca o desenvolvimento de atividades com vista a integração e o saber lidar com as diferenças, visando identificar as suas demandas, delimitando as ações conforme os quadros patológicos”, em benefício direto das crianças e adolescentes que participam das atividades. O objetivo do empreendimento é garantir às crianças e jovens uma “melhor qualidade de vida”. confirmando o direito de cada um de ir e vir, enquanto promove, pelo projeto, “impactos sociais, econômicos e ambientais”.

-Nike assina contrato com seu primeiro atleta com paralisia cerebral

Assim, o projeto utiliza, por exemplo, pranchas, botes, veículos e equipamentos especiais para permitir um passeio à praia divertido, instrutivo e terapêutico – trazendo às manhas de domingo o fortalecimento de laços familiares e comunitários, bem como da autonomia e das capacidades de cada participante. Trabalhando sempre com uma equipe interdisciplinar, a fim de garantir a segurança e o máximo benefício das atividades, bem como o prazer e a diversão das brincadeiras e do passeio como um todo, a iniciativa já beneficiou 240 crianças e jovens com deficiências, tendo sido realizado em praias como Ondina, Paripe, Tubarão, Itapuã e Ribeira.

-Projeto leva 50 mil crianças de baixa renda para aproveitar a praia

“Vamos à Praia” é parte do Projeto Cavalo Marinho, que reitera, segundo o site, “a importância da Atividade lúdica para crianças e adolescentes na comunidade visando a inclusão social”. Para realização da iniciativa, a Associação Bahiana de Equoterapia conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Salvador, através da Secretaria de Políticas para Mulheres Infância e Juventude, e com o aporte do FMDCA e CMDCA e com a colaboração da Polícia Militar da Bahia (Esquadrão de Polícia Montada). Assim, a ONG fortalece parcerias com o poder público e empresas privadas, para inserir as crianças e jovens e promover fundamentalmente uma grande melhoria na qualidade de vida de quem responde afirmativamente à sugestão que batiza o projeto.

Publicidade

© fotos: ABAE/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness