Tecnologia

Verificação de antecedentes em apps de relacionamentos e segurança dos usuários

Redação Hypeness - 27/04/2022 às 10:16

Depois de muitos casos de roubo e violência ligados ao uso de apps de relacionamentos, o Tinder se uniu à plataforma de verificação de antecedentes on-line da Garbo. Visando aumentar a segurança, o recurso permite que os usuários chequem antecedentes criminais das pessoas com quem deram match.

A repercussão do documentário “O Golpista do Tinder”, que conta a história de um estelionatário que se passava por magnata do ramo dos diamantes para conquistar mulheres na internet e roubar dinheiro delas. O criminoso chegou a arrecadar quantias milionárias de suas vítimas.

"O Golpista do Tinder"

Repercussão do caso do “O Golpista do Tinder” faz app procurar formas de garantir segurança dos usuários

Além deste caso que ganhou espaço no Netflix, os dados sobre violência relacionada a aplicativos de encontros vem preocupando usuários e o poder público. De acordo com dados da secretaria de segurança pública de São Paulo, o número de casos envolvendo ações criminosas aumentou mais de 250% em cinco anos só no estado de São Paulo.

A maioria dos crimes está ligada à violência psicológica, envolvendo difamação e ameaças, mas existem ainda acusações de estupro, furto, lesão corporal e até assassinato. Os dados de 2019 foram divulgados pela agência Gênero e Número e foram compilados pela Fiquem Sabendo com base em boletins de ocorrência registrados na capital paulista de 2014 a 2018.

O Tinder ainda é o aplicativo de relacionamento mais baixado do mundo, alcançando a marca de 3 bilhões de swipes (movimento para a esquerda ou direita para dar ou não match com um pretendente) somente em um único dia, em março de 2020 — mas esse recorde já foi batido pela empresa mais de 100 vezes desde então.

—Como um golpe fez italiano acreditar por 15 anos que namorava Alessandra Ambrósio

Agora, o app oferece essa possibilidade de checar os antecedentes criminais dos crushs virtuais. Disponível apenas para o público em geral nos EUA, a ferramenta permite que cada usuário faça até até 500.000 pesquisas gratuitas – haja date para verificar!

Fundada por Kathryn Kosmides, a Garbo permite que indivíduos acessem facilmente informações públicas sobre comportamento violento ou prejudicial, incluindo prisões, condenações e registros de registro de agressores sexuais. A Garbo busca democratizar o acesso às informações de segurança pública, que tradicionalmente têm custos proibitivos e são difíceis de obter, e capacita as pessoas a tomar decisões mais informadas sobre com quem interagem na vida real.

—Bilionária mais jovem do mundo processou Tinder por assédio e virou CEO do Bumble

“Sabemos que o maior indicador de futuros abusos ou violência é um histórico desses tipos de comportamentos. Seja no namoro online ou nas dezenas de outras maneiras de conhecer estranhos na era digital de hoje, devemos saber se estamos colocando nossa segurança em risco”, diz Kathryn Kosmides. “Queremos proteger os mais vulneráveis ​​a sofrer danos online e offline e este é apenas o primeiro passo para cumprir nossa missão de ajudar a prevenir proativamente danos na era digital.”

Em janeiro de 2022, o Tinder já havia anunciado uma parceria com a RAINN, uma organização sem fins lucrativos de combate a estupro, abusos, incesto, além de outros tipos de violência sexual. A ONG vem fornecendo consultoria para o aplicativo, além de treinamento especializado para seus funcionários para lidar co situações do tipo.

Publicidade

fotos: getty images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness