Arte

William Haskell, o pintor estadunidense que traduz a beleza do deserto em seus quadros

Vitor Paiva - 20/04/2022 às 09:23

Como traduzir a beleza e a força natural e mesmo poética dos desertos dos EUA em pinturas? A resposta está na obra do artista estadunidense William Haskell, que utiliza principalmente tinta acrílico em um estilo singular de pinceladas e cores fortes e traços angulares em perspectivas intrigantes e mesmo épicas para transpor a paisagem extrema e a flora particular da região árida do país.

Morador de Santa Fe, capital do estado do Novo México, o artista inspira todo seu trabalho através de sua paixão pelos cenários naturais tão diversificados da região oeste do país.

Os cactos e a aridez da paisagem do deserto são "personagens" constantes dos quadros

Os cactos e a aridez da paisagem do deserto são “personagens” constantes dos quadros de Haskell

-Grupo coloca rede de slackline a 400 pés de altura no deserto nos EUA

Segundo comenta em seu site, Haskell está sempre procurando por um elemento descritivo, como parte de uma história, para além da beleza das paisagens, ao retratar uma cena natural.

“A paisagem americana mostra uma terra desaparecendo, em constante mudança e evolução acompanhando nosso próprio progresso. Acredito ser importante remontarmos ao passado, enquanto vivemos o presente e nos movemos na direção do futuro”, diz o artista, afirmando enxergar na paisagem a contagem de uma história, que deve ser registrada e preservada sempre que possível.

As telas também trazem traços épicos na intensidade das cenas retratadas

As telas também trazem traços épicos pela intensidade das cenas retratadas

A religião também é tema e influência das pinturas de Haskell

A religião também é tema e influência das pinturas de Haskell

-Monólito encontrado em deserto nos EUA intriga a todos – e depois desaparece

O processo de modernização e extrema urbanização enfrentado pelos EUA – assim como por todo o mundo – e o efeito de tal processo sobre a paisagem e a vida natural do país é, portanto, pano de fundo dessa história que os quadros de Haskell buscam contar e registrar.

“Acho interessante que existam geração que jamais chegarão a ver essas terras da forma que podemos ver hoje. O progresso e o crescimento costumam encobrir uma história rica que é a verdadeira essência de uma região”, diz o pintor.

A vastidão da região nos EUA atravessa a beleza e a sentimentalidade das pinturas

A vastidão da região nos EUA atravessa a beleza e a sentimentalidade das pinturas

Caubóis e o silêncio solitário dos cenários são também elemento recorrentes

Caubóis e o silêncio solitário dos cenários são também elemento recorrentes

As cores explosivas e os traços angulares ampliam o sentido grandioso das cenas naturais

As cores explosivas e os traços angulares ampliam o sentido grandioso das cenas naturais

-De Gobi ao Saara: por que devemos temer o crescimento dos desertos

Tendo realizado diversas exposições especialmente por toda a região oeste – e desértica – do país, Haskell pode ser visto como um verdadeiro pesquisador visual da paisagem natural dessa parte tão simbólica e representativa da paisagem e mesmo da história dos EUA.

“Por toda a nação nós encontramos vilas e fazendas históricas que vêm sendo engolidas pelo crescimento urbano. Acho que é importante registrar essas áreas não somente para registrar nossas experiências, mas também para evocar a nostalgia de tempos mais simples”.

Perspectivas inusitadas e ângulos singulares ajudam a tornar o trabalho de Haskell ainda mais ímpar

Perspectivas inusitadas e ângulos singulares ajudam a tornar o trabalho de Haskell mais ímpar

O artista já expôs em diversas galerias da costa oeste dos EUA

O artista já expôs em diversas galerias da costa oeste dos EUA

Publicidade

© artes: William Haskell/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness