Arte

6 filmes para entender a luta LGBT+ e celebrar o Dia Contra a Homofobia

17 • 05 • 2022 às 10:10 Gabriela Rassy
Gabriela Rassy   Redatora Jornalista enraizada na cultura, caçadora de tendências, arte e conexões no Brasil e no mundo. Especializada em jornalismo cultural, já passou pela Revista Bravo! e pelo Itaú Cultural até chegar ao Catraca Livre, onde foi responsável pelo conteúdo em agenda cultural de mais de 8 capitais brasileiras por 6 anos. Roteirizou vídeo cases para Rock In Rio Academy, HSM e Quero Passagem, neste último atuando ainda como produtora e apresentadora em guias turísticos. Há quase 3 anos dá luz às tendências e narrativas culturais feministas e rompedoras de fronteiras no Hypeness. Trabalha em formatos multimídia fazendo cobertura de festivais, como SXSW, Parada do Orgulho LGBT de SP, Rock In Rio e LoollaPalooza, além de produzir roteiros, reportagens e vídeos.

Muitas datas comemorativas nascem para trazer consciência sobre causas importantes. No caso da luta LGBT+, uma das mais importantes é celebrada em 17 de maio. O Dia Internacional contra a Homofobia existe para nos lembrar sobre as batalhas por respeito que as pessoas enfrentam ao redor do mundo.

Este dia em especial surgiu quando o termo a homossexualidade foi excluída da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID) da OMS, junto com o pejorativo termo “homossexualismo”.

Neste ano, nos juntamos ao Telecine para indicar bons filmes que falam sobre ativismo, luta e amor dentro da comunidade LGBTQIA+. Para nos lembrar que, mais do que aceitação, o que precisamos é de respeito.

Vamos nessa!

Stonewall – Onde O Orgulho Começou

Uma bíblia da luta contra a homofobia, o filme mostra a repressão de um país inteiro contra o direito de existir e amar. Nos anos 1960, após ser expulso de casa pelo pai por ser gay, o jovem Danny se muda do interior para Nova York. Ele vai parar na Rua Christopher, onde é acolhido por um grupo LGBT, e vivencia a violência e repressão da polícia. A rebelião de Stonewall foi um marco que culminou na Parada Gay, hoje Parada do Orgulho LGBT+, que se espalhou pelo mundo.

Bem-Vindo à Chechênia

Segundo ativistas da comunidade LGBT, os piores abusos contra direitos homossexuais acontecem na Chechênia. Em 2016, o país deu início a um movimento de opressão e perseguição, que inclui desde prisões e a criação de um campo de concentração, com torturas e execuções. O documentário acompanha a história de um grupo de ativistas que, sem ajuda internacional, decide ir atrás de justiça. O filme mostra como esses ativistas arriscam a vida para enfrentar o líder chechênio, Ramzán Kadírov, e sua campanha, apoiada pelo governo Russo, para oprimir pessoas LGBTQIA+.

Sócrates

Criado por uma mãe solteira, o jovem Sócrates se vê desamparado após ela morrer. Sozinho, ele precisa enfrentar a vida em São Paulo enquanto o preconceito por conta da sua homossexualidade o afeta cada vez mais. O filme foi nomeado ao GLAAD Awards, importante premiação LGBTQ+ americana.

Conquistar, Amar E Viver Intensamente

Durante um verão nos anos 1990 em Paris, o estudante de literatura Arthur se envolve com Jacques, um escritor mais velho e soropositivo. Apesar do forte laço criado, a relação enfrenta fortes obstáculos.

Rafiki

Mesmo filhas de famílias rivais, as jovens quenianas Kena e Ziki se apaixonam. Em um ambiente extremamente homofóbico e violento, elas decidem viver o romance desafiando as leis do Quênia.

Súplicas Atendidas: Os Arquivos de Capote

O romance “Answered Prayers”, um retrato da alta sociedade de Nova York, era uma promessa na carreira do autor e socialite Truman Capote, mas nunca foi finalizado. Com entrevistas inéditas, o documentário explora a ascensão e a queda de Capote.

—Leia também: Dia da Visibilidade Trans: 4 filmes que mostram a importância de relembrar a data

Publicidade

Canais Especiais Hypeness