Inspiração

Abandonado pelo pai aos 14 anos, ele agora faz vídeos para ensinar coisas que pais costumam ensinar

Roanna Azevedo - 09/05/2022 às 10:20

Pensando nas pessoas que convivem com a ausência de uma figura paterna, o americano Rob Kenney decidiu criar um canal no Youtube com dicas e conselhos culturalmente associados ao papel de pai. O objetivo por trás do “Dad, How do I?” (“Pai, Como Eu Faço?”, em português) é ajudar com ações e dar conforto a quem infelizmente não teve bons exemplos de paternidade.

Pai sul-africano oferece dicas sinceras sobre paternidade em thread que viraliza

Rob Kenney foi abandonado pelo pai aos 14 anos de idade.

A ideia de fazer o canal foi inspirada pela própria história de Kenney. Durante a infância, os pais dele se divorciaram e a mãe foi considerada legalmente incapaz de cuidar dos filhos. Ele e os irmãos foram morar com o pai, que pouco tempo depois começou a negligenciar a criação deles, frequentemente estocando a comida da casa e sumindo por uma semana. Essa rotina durou um ano, quando decidiu abandonar os filhos de vez. Kenney tinha 14 anos.

O adolescente então foi morar com o irmão de 23 anos e a cunhada em um trailer na cidade de Bellevue, em Washington. Enquanto sentia os efeitos e as consequências do abandono, Kenney prometeu para si mesmo que, no futuro, seus filhos jamais passariam pelas mesmas coisas.

Paternidade na Quarentena: proximidade e conexão em tempos de pandemia

Depois de finalmente ser pai e criar um menino e uma menina, ele decidiu que poderia e deveria fazer mais. Foi assim que, no início da pandemia de Covid-19, o canal “Dad, How do I?” foi criado. Em menos de dois anos de existência, a plataforma já conta com quase 4 milhões de inscritos.

Em seus vídeos, Kenney dá conselhos práticos e instruções úteis para o dia-a-dia, como a forma correta de amarrar uma gravata, consertar uma pia quebrada ou assar pãezinhos. Ele também gosta de conversar e contar histórias para solucionar dúvidas ou apenas inspirar seus inscritos de alguma maneira.

Youtuber transforma racismo em empoderamento com ajuda de marca de cosméticos

Publicidade

Foto: Reprodução/Instagram/dadhowdoi


Roanna Azevedo
Diretamente da zona norte do Rio, é jornalista por profissão e curiosa por conta própria. Ama escrever sobre cinema e o universo do entretenimento há mais de dois anos. Tem paixão por tudo que envolve cultura, música, arte e comportamento, além de ficar sempre ligada no que rola no mundinho da comunicação nas redes sociais.

Canais Especiais Hypeness