Ciência

Arte urbana em faixa de pedestres reduz acidentes em 50%, conclui estudo

Redação Hypeness - 06/05/2022 às 09:19

O contato com a arte tem muitos benefícios tanto para o artista quanto para o espectador, mas um estudo descobriu que ela pode também melhorar a segurança nas ruas. Um novo estudo da Bloomberg Philanthropies, baseado na Asphalt Art Initiative, mostrou que a chamada “arte asfáltica” muda o comportamento do motorista e resulta em ruas mais seguras para quem dirige e para quem caminha.

O estudo acompanhou instalações de arte urbana criadas pela pintura diretamente no asfalto. De murais no meio de cruzamentos, arte pintada em faixas de pedestres e extensões de calçadas e ciclovias pintadas, esses projetos de arte no chão estão se tornando mais populares em todo o mundo.

Arte de rua pode ajudar a evitar acidentes de trânsito| Foto: @cityoftrentonnj, artista: @bates_george

Arte de rua pode ajudar a evitar acidentes de trânsito| Foto: @cityoftrentonnj, artista: @bates_george

Além de embelezar os centros urbanos, elas também podem servir para acalmar o trânsito e criar uma comunidade mais inclusiva. Os pesquisadores observaram que até mesmo o próprio processo de instalação pode aproximar o governo e os moradores da comunidade.

A pesquisa conduzida pela Bloomberg rastreou especificamente a segurança no trânsito no ano de 2021, em cinco áreas com novas artes no asfalto, além de dois anos de dados extraídos de 17 instalações de arte asfáltica mais antigas na Flórida, Geórgia, Massachusetts, Nova Jersey e Nova York.

As instalações eram normalmente feitas em cruzamentos e incluíam faixas de pedestres mais proeminentes sendo adicionadas, além de algumas representações artísticas nos cantos. Por exemplo, o cruzamento de Pittsburgh, na Pensilvânia, passou de algumas linhas de parada brancas para faixas de pedestres totalmente brancas com motivos florais pintados em cada esquina, criando a ilusão de uma borda arredondada na esquina ao redor das ciclovias, o que provavelmente ajudou os motoristas fora da ciclovia naturalmente.

—São Paulo ganha mural feito com tinta que ajuda a limpar o ar como 750 árvores

Os resultados da observação dessas interseções foram claros: embora a arte não substitua as ciclovias protegidas, ela faz uma diferença distinta quando se trata de proteger os usuários vulneráveis, ou seja, à pé, ​​das vias. E agora, mais do que nunca, pedestres e ciclistas precisam do máximo de proteção possível, considerando o chocante aumento de 21% nas mortes de pedestres de 2019 a 2020 nos Estados Unidos. No Brasil, dados do Ministério da Saúde mostram que quase 19% das mortes no trânsito são de pedestres.

Foto: @cityoflancpa, artistas: Fern Dannis & @twodudespainting

Foto: @cityoflancpa, artistas: Fern Dannis & @twodudespainting

Cores nas ruas

A análise dos 17 locais encontrou uma redução de 50% nos acidentes envolvendo pedestres ou outros usuários vulneráveis ​​das vias (também conhecidos como “ciclistas”). Além disso, houve uma redução de 37% na taxa de acidentes que resultaram em ferimentos.

A avaliação das novas instalações de arte encontrou uma diminuição de 25% nas travessias de pedestres envolvendo conflito com os motoristas e um aumento de 27% na frequência de motoristas que cedem imediatamente aos pedestres com prioridade.

A propósito, um conflito pedestre/veículo não significa uma briga. Seria simplesmente a qualquer situação em que dois ou mais usuários da via se aproximam no espaço e no tempo de tal forma que há risco de colisão se seus movimentos permanecerem inalterados, e pelo menos um dos usuários tomar medidas para evitar o acidente.

O comportamento dos pedestres também melhorou, com uma queda significativa no número de pedestres que cruzaram a rua fora da faixa de pedestres. Para os ciclistas que circulam pelas cidades, isso pode ser um benefício significativo, já que os pedestres que pisam na estrada também podem ser perigosos para os ciclistas.

No geral, isso não é um retorno ruim do investimento para um pouco de tinta e um toque artístico! O único problema, observaram os pesquisadores, é a manutenção contínua e os retoques necessários, especialmente em áreas onde as instalações são atropeladas regularmente.

Além de serem simplesmente atraentes, essas faixas de pedestres coloridas e murais no meio da estrada ajudam a lembrar os usuários da estrada que os pedestres podem estar presentes. Considere as faixas de pedestres coloridas com listras de arco-íris que surgiram em muitas cidades nos últimos anos, em comparação com as faixas de pedestres brancas simples. O que chama sua atenção ao dirigir ou descer a rua principal da sua cidade?

Os motoristas provavelmente são mais propensos a perceber essas cores brilhantes e, por causa disso, perceber se um pedestre ou ciclista está tentando atravessar. O mesmo vale para as ciclovias totalmente pintadas em uma cor brilhante: cria uma separação mais proeminente da estrada, criando essencialmente um efeito de calçada em comparação com as marcações brancas menos óbvias.

Os pesquisadores por trás deste estudo esperam que ele crie mais conversas sobre a inclusão da arte de rua e uma mudança na forma como as estradas são projetadas para proteger os usuários vulneráveis ​​das vias. Considerando o quão barato, fácil e amigo da comunidade é criar arte asfáltica, esperamos que mais cidades considerem a implementação de projetos como este.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness