Debate

Avião que caiu na China com 132 a bordo pode ter sido derrubado por pessoa na cabine

18 • 05 • 2022 às 13:09 Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Uma reportagem do Wall Street Journal afirmou que a queda do voo MU5735 da China Eastern Airlines foi intencional. De acordo com a publicação nova iorquina, relatórios de inteligência do governo dos EUA afirmam que houve uma ordem de dentro da cabine para a queda súbita.

Queda do avião da China Eastern Airlines é enigma para as autoridades de todo o mundo

O acidente ocorreu no dia 21 de março de 2022, deixando 132 pessoas mortas após cair em uma floresta na região de Guangxi, no sul do país.

A queda foi registrada em vídeos, que mostram a aeronave caindo verticalmente em direção a uma montanha. O caso é considerado raro dentro da aviação.

De acordo com um relatório de inteligência dos EUA entregue ao Wall Street Journal, “o avião caiu sob o comando que foi dito por alguém na cabine”.

O que se sabe sobre o acidente

O voo MU5735 saiu de Kunming para Guandong pela companhia aérea China Eastern Airlines. Quando passou pela região de Guangxi, próxima da fronteira chinesa com o Vietnã, o avião caiu.

De acordo com sites de monitoramento de voo como o FlightRadar, o avião perdeu 7.878 metros de altura em 156 segundos (dois minutos e meio).

Posteriormente, imagens de segurança mostraram a queda da aeronave de forma extremamente incomum: o avião caiu de forma vertical, com sua dianteira colidindo-se com o chão.

Buscas por vítimas duraram dias; queda ocorreu em região de floresta no sul da China

As novas informações sugerem uma teoria de que o piloto do avião decidiu derrubar a aeronave e descartam a possibilidade de falha mecânica ou erro acidental.

Outras evidências apontam para uma tese similar: o voo não emitiu alerta de Mayday e ignorou a torre de comando antes de cair. Além disso, os pilotos não forneceram códigos de emergência utilizados em caso de invasão da cabine por um passageiro.

– Piloto passa mal e passageiro pousa avião com ajuda da torre: ‘Não sei fazer nada’

De acordo com uma reportagem do Guardian, a China Eastern Airlines afirmou que o avião não apresentava problemas técnicos. Além disso, a companhia aérea também disse que o piloto e o copiloto estavam em bom estado de saúde.

O governo chinês afirmou que as investigações pesquisaram questões que envolviam dívidas ou problemas familiares na vida dos comandantes de voo e nada foi encontrado.

As autoridades chinesas seguem investigando para apresentar uma causa mais concreta para o acidente. A instituição de controle de voo da China ainda não apresentou relatório oficial para as causas do acidente.

Acidente similar ocorreu em 2015

Não existem muitos registros de aviões fazendo quedas verticais como a observada no MU5735. Para os especialistas, o acidente pode se aproximar do caso Germanwings.

Em 24 de março de 2015, 7 anos antes do acidente da China Eastern, um voo saiu de Barcelona, na Espanha, em direção a Dusseldorf, na Alemanha.

Mais de 150 passageiros acabaram morrendo após a aeronave colidir com uma montanha nos Alpes da França. Investigações posteriores indicaram uma causa similar.

Queda vertical é rara e dificilmente pode ser atribuída a falhas técnicas do avião

O copiloto Andre Lubitz tinha tendências depressivas e já havia sido considerado pelos médicos “inapto para o trabalho” que exercia.

Contudo, ele havia voltado ao seu expediente depois de alguns meses de licença. Sob controle do avião, ele deliberadamente jogou a aeronave em direção a uma montanha, causando a morte de 150 pessoas. Antes, o Airbus A320-211 fez um queda vertical, assim como a da China Eastern.

Publicidade

Fotos: Destaque: Foto 1: Wikimedia Commons Foto 2 e 3: Reprodução/Twitter


Canais Especiais Hypeness